segunda-feira, 27 de abril de 2015

Sobre Piada

   “O limite da liberdade de expressão deve ser a calúnia e a difamação.”  [William Robson]
 
Um olho na tela outro na legenda.
  Você acredita que Nestor Cerveró acha graça nesse tipo de piada?
  De certo não.
  Como ele está envolvido no escândalo da Lava Jato rimos sem culpa, mas e se ele fosse um cidadão comum que fotografado por alguém tivesse sua imagem postada no Face com essa piadinha?
   Acharíamos algo de péssimo gosto, o autor do post seria tachado de monstruoso por zombar da deficiência de alguém.
  Deve ser difícil para Nestor conviver com essa deficiência.
  Se fosse fácil corrigir, com todo dinheiro que ele ganhou, já teria feito.

  O fato é que se formos proibir uma piada porque ela ofende alguém ficaremos praticamente sem piadas.

  Sobrariam as surreais com animais e objetos falantes, mas se ofendêssemos ou insinuássemos maus tratos aos animais alguma ONG censuraria também esse tipo de piada.
  Ficaremos então apenas com os objetos falantes.

  O que um prédio falou para a prédia?
  “Nossa, você tem um andar maravilhoso.”
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Certa vez meu professor de matemática levantou a barra da calça para coçar a canela.
  Um colega com ar de deboche disse que não sabia que o professor estava com a perna engessada.
  Toda classe olhou para canela do professor e rimos.
  A canela do cara era incrivelmente branca.
  O professor levou numa boa, mas claro que a observação não teve muita graça para ele.

  Vi um auê danado a respeito de uma piada supostamente racista.
  Um professor negro está expondo a lição aos alunos e um aluno com ar de deboche diz:
  Professor, dá para ser mais claro?

  É um chiste, um gracejo, será que é motivo para promover infindáveis debates sobre racismo!?
  Um professor negro não levaria isso numa boa?

  Gordo não vê muita graça em piada usando gordos... ri para não ficar chato.
  Magricelos não acham muita graça em piadas sobre Magricelos.
  Quem com mais de 30 anos nunca chamou alguém de Olivia Palito?
  Não acredito que baianos achem graça em piadas insinuando que são preguiçosos, principalmente os muitos que trabalham pesado.

  Para um Liberal o humor é o território mais livre quando flutuamos pelos planos de pensamentos.

  O humor pode falar sobre qualquer coisa do jeito que bem entender, quem não gosta da piada não a divulgue.
  Proibir deve ser evitado ao limite do possível.
  O limite da liberdade de expressão deve ser a calúnia e a difamação.
  Acontece que a piada lida com a imaginação.
  Uma coisa é eu dizer que você é um assaltante de banco [calúnia], outra coisa é eu insinuar isso só porque você é corintiano. [Chiste]

  É algo como você dizer que “vai matar” seu filho diante de uma travessura e só por isso responder algum processo, ir preso.

  Você faz uma piada de “mau gosto” com gay e já é homofóbico?
  Gosto é gosto o que é sacrilégio para um religioso fanático não é para um ateu ou religioso mais liberal.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Veja essa outra piada:



  Alzheimer é uma doença terrível quem está passando ou já passou [algum familiar doente] por ela não deve ter encontrado motivos para rir.
  Vamos proibir piadas com qualquer tipo de doença!?

  O humor é um território livre, só assim ele existe, cerceá-lo é acabar com sua essência...perde a graça.

  A principal arma dos Liberais para questionar os costumes sempre foi a comédia agora temos essa forte aliada que é a Internet, isso me deixa muito esperançoso para ocorrência de um novo iluminismo.

    Eu já fui alvo de tantas piadas e sempre as aceitei bem, se for bem sacada eu rio.
  Por esses dias meu colega Alex olhou para mim e perguntou se eu conhecia o cabelo ladrão.
  Falei não.
  Ele disse que é igual ao meu se não está preso está armado.
  Eu ri porque tinha acabado de tirar o capacete, meu cabelo estava armado e perigoso ... espetando quem chegasse perto.
  No vestiário borrifo um pouco de água e dou uma ajeitada, mas no caminho do estacionamento até a empresa tenho que aceitar a gozação quando acontece.
  Com o tempo as pessoas acostumam e passa despercebido, meu colega Alex ainda não tinha visto.

  Uma coisa chata em andar de moto é molhar os pés quando chove.
  Cansado de ser pego desprevenido faz tempo decidi andar com bota de borracha, deixo um sapato no armário para trabalhar.
  Um colega falou alto e muita gente ouviu e riu.
  William e sua botinha da Xuxa!

  Eu tenho condições de comprar uma bota vistosa, mas a de borracha e tão prática e barata, não vejo graça em gastar dinheiro sem necessidade.
  Minha botinha da Xuxa tamanho 44 está bem gasta vai ser substituída por outra botinha da Xuxa...

  Como não sou afetado por piadas entrei em uma meditação profunda para tentar entender porque outras pessoas são.

  Identifiquei alguns motivos, mas ficaria tedioso explicar todos vou focar no principal.
  Aqui no abismo tudo pode enlouquecer até as virtudes.
  O amor próprio é uma virtude, mas em excesso traz graves consequências uma delas é a INTOLERÂNCIA.

  Você se ama tanto que não aceita críticas ou chistes, nada pode macular a imagem da sua santa e quase perfeita pessoa.

  Esse amor próprio se alastra a tal ponto que nem suas ideologias podem ser postas em dúvida ou criticadas.
  Você é um cristão fervoroso então piadas com Jesus devem ser proibidas para não ofender os cristãos.

  Você é muçulmano, quem faz piada com Maomé tem que morrer.

  Você é ruivo e ruivos são minoria no mundo, quase um tom de pele em extinção com tanta miscigenação, piadas que não enaltecem os ruivos devem ser proibidas.
  Pense 1 milhão de vezes antes de usar a palavra “ferrugem” perto de um ruivo, torça para que algo realmente esteja enferrujado.
  O mesmo serve para a palavra macaco perto de negros ou holocausto perto de judeus.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Vi no YouTube um debate entre Roberto Justus e Danilo Gentili foi mais ou menos assim:

Justus - Certa vez não fui ao seu programa porque você fez uma piada ofensiva aos judeus, minha avó entrou em um desses trens que levava as pessoas para câmara de gás.
  Você não pode fazer piada que ofende as pessoas.

Danilo- Toda piada ofende alguém a partir do momento que você ri de uma piada com loira ou português perde o direito de se indignar com qualquer tipo de piada.

Justus - É diferente, quando você faz uma piada chamando loira de burra eu sei que não é verdade, eu conheço loiras inteligentes.

Danilo - Eu sei que um negro não é macaco...
=========//=========

  Todos sabemos que genocídios não são engraçados, melhor fazer piada com eles que pratica-los.

 “Entendo os velhos de Higienópolis temerem o metrô. A última vez que eles chegaram perto de um vagão foram parar em Auschwitz”. [Danilo Gentili]

  O holocausto dos judeus aconteceu há tanto tempo, não dá para deixar essa ferida cicatrizar?
  Judeus não precisam gostar desse tipo de piada, também não podem se achar no direito de proibi-las.
 
   Senhoras e senhores, viver não é fácil.
  Tem pessoas que ficam deprimidas sempre procurando o lado trágico/nefasto das coisas.
  Outras vão vivendo procurando o lado bom/engraçado.

  Claro que não sou desprovido de amor próprio, apenas sou realista o suficiente para não me ver como alguém que deva ser idolatrado.
  Eu bater com o dedinho no pé da mesa é dolorido não dá para rir, mas se alguém ver e rir qual o problema?
  Vou ficar deprimido? Me sentir humilhado por um tropeço que pode ocorrer a qualquer um?
  Problemas, situações difíceis todos nós em algum momento passamos.
  As vezes nós rimos dos outros outras vezes riem da gente, mas se você prefere viver sério, deprimido, levando tudo a ferro e fogo... respeito sua decisão, tire as piadas de sua vida, mas não tenha a ilusão que vai conseguir tirar da vida de todos.
  Você fará um papel ridículo e claro que nos Liberais riremos de você.

 “Para expressar seu mau humor, você precisa movimentar 102 músculos da face; para sorrir, apenas 6. Exercite a lei do menor esforço.”

Você sabe contar?
Então clique aqui.



Anterior          <>        Próximo 
Postar um comentário