domingo, 11 de agosto de 2013

Sobre Arqueologia

  “Um grupo de arqueólogos apresentou em Nova York uma pesquisa que apresenta indícios da ressurreição de Jesus a partir de um túmulo localizado em Jerusalém.”

  Li uma matéria onde era sugerido que arqueólogos haviam encontrado indícios que Moisés abriu o mar vermelho.
  Foram encontradas algumas rodas de bigas antigas.

  Quem ainda não leu sobre arqueólogos encontrando possíveis restos da arca de Noé?

  O que acho disso?

  “Deduções criativas” para entreter as mentes mais sugestionáveis ou “dar ares” de verdade a uma crença/lenda, são ilações.

  Fazer uma ilação é estabelecer uma conclusão final baseada em alguns dados observados por suposições, é fazer uma dedução de algum fato sem estar diante de provas concretas, de fatos comprovados.
 "São só ilações" é uma expressão usada quando queremos afirmar que um dado não é de todo preciso, é baseado apenas em vagas deduções.

   Faz tempo que parei de assistir aqueles documentários sobre dinossauros por causa das “reconstituições”.
  Os caras conseguem saber como os animais viviam apenas analisando esqueletos!?
  É preciso muita “FÉ”.
  Arqueologia no geral é muita ESPECULAÇÃO.
  Os dados são tão poucos e remotos que cada um vê o que quer ver.
 
  Restos da arca de Noé?
  Alguém viu restos de alguma embarcação em um lugar improvável e a associou a crença tão cristã.

  Não esqueçamos que a Terra passou por grandes transformações e tem grandes fenômenos naturais como erupções, furacões, terremotos...é sabido por exemplo que a região Amazônica já esteve debaixo de um mar.
  Há milhares de anos atrás o continente Africano e o Brasil eram grudados.
  Um local improvável para encontramos restos de embarcações hoje pode não ter sido improvável no passado.
  A Tsunami que ocorreu no Japão há pouco tempo lançou carros em lugares improváveis ... para quem não soubesse do fenômeno.

  Indícios da abertura do mar por Moisés?
  Rodas encontradas no fundo de qualquer mar podem estar ali por muitos motivos.
  Chuvas torrenciais causam enchentes levando todo tipo de objeto para rios, esses desaguam no mar os quais tem grandes correntes marítimas.
  Encontrar um ursinho de pelúcia há 300 quilômetros de qualquer litoral, não significa necessariamente que encontraremos uma criança morta ou viva por perto.
  Não dá nem para deduzir que o ursinho pertenceu a alguma criança.
  Namorados dão esse tipo de presente a moças bem crescidas.
  Lojas e fabricas também passam por desastres naturais, o ursinho pode não ter pertencido a ninguém, não chegou a ser comercializado.

  Alguém acha uma roda antiga, no fundo de um mar que supostamente Moisés teria aberto e isso é um forte indicio que a história seja verídica!?

  Arqueólogos acham um pedaço de osso e ESPECULAM uma história.
  O cidadão lê a matéria em alguma revista ou assiste na Discovery e “crê” que está diante de um relato histórico “inquestionável”.

  Você que é um Livre Pensador seja mais cauteloso com esse tipo de reportagem.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  "Até agora me parecia impossível que tivessem aparecido túmulos desse tempo com provas confiáveis da ressurreição de Jesus ou com imagens do profeta Jonas, mas essas evidências são claras"

  Impossível porquê!?
  Já foram encontrados túmulos muito mais antigos, o homo sapiens enterra seus mortos há milênios.
  Dinossauros não enterravam seus mortos e mesmo assim ossadas soterradas chegaram aos nossos dias.

   Inscrições em túmulos são comuns em inúmeras culturas a lenda de Jonas era bem conhecida.
  A inscrição pode ser um testemunho de Fé.
  Alguém fã dessa lenda poderia representa-la em seu túmulo, porque não!?
  Há pessoas que pedem para ser enterradas com a bandeira do seu time de futebol, outras com algum objeto importante em suas vidas, outras pedem uma citação em sua lapide.

   Lembrei de uma piada sobre Paulo Maluf.
 [Ele fez muitas obras superfaturadas em SP, nas campanhas era colocada a imagem de uma obra com a “inscrição/carimbo”: “OBRA DE MALUF”]

  Maluf morre e colocam uma inscrição em sua lapide:

  Túnel ligando a Terra ao Inferno: OBRA DE MALUF!
  😄

  Eu não tenho essas "afetações", mas vamos supor que minha família sabendo da minha simpatia pelo personagem Spock e de eu não gostar de tirar foto, façam um vaso de cremação com o rosto do personagem.
  A Terra sofre alguma catástrofe natural [como aconteceu com os dinossauros] os poucos humanos que sobram perdem toda tecnologia e informações acumuladas tendo que recomeçar praticamente do zero.
  Lá no ano 2313 "arqueólogos" encontram um vaso de cremação com a imagem do Spock...fica confirmado que Spock existiu!


  Para quem ainda não captou a mensagem ou NÃO QUER CAPTAR... vou ser mais direto.

  [Para arqueólogos que querem que eu exploda...entrem na fila, peguem uma senha, fiquem com os psicólogos, ateus, religiosos, comunistas, socialistas, negros, índios, mulheres, idosos ... islâmicos, cristãos]

  Você cristão acredita que Zeus existe ou existiu?
  Oras, deveria pois temos historias incríveis e anotações e imagens em vários achados antigos.

  Você cristão acredita que o Anjo Gabriel apareceu para Maomé?
  Oras, deveria pois Maomé era um homem extremamente comum até cerca de 40 anos; ele sair recitando um livro sagrado normalmente o levaria a ser tratado como louco, mas sabemos que a história REGISTRADA é bem diferente.
  Não temos registro da aparição do anjo Gabriel, mas o império que Maomé construiu ficou bem documentado por acontecer na história "recente". (Cerca de 1500 anos atrás)
   Sem contar que o Islamismo tem cerca de 1,6 bilhões de seguidores perdendo só para o Cristianismo com cerca de 2.2 bilhões.

  Quero dizer que:

  Há mais de 2 mil anos (Ano 0 cristão) algo fascinante aconteceu.

  Pode até ter sido a existência de um homem ["deus"] que chamamos de Jesus, mas fundamentar essa história em achados arqueológicos é só uma FICÇÃO CIENTIFICA.

  O filme Jornada nas Estrelas é uma ficção cientifica, mas tão bem amarrada que parece uma visão do futuro.
  Notaram como os comunicadores são parecidos com nossos celulares?
  [Antes das telas sensíveis ao toque]



  Não gostei do filme Senhor dos Anéis, o filme te prepara para uma ação que nunca acontece, aquele Frodo parece um "viadinho assexuado"...
  Mas não dá para negar que o escritor e o diretor do filme te levam para aquele reino "encantado", parece que se pegássemos um avião ou navio chegaríamos naquele lugar.
  Assisti os 6 filmes de Guerra nas Estrelas, já escrevi textos dizendo o quanto eu acho o roteiro incrível, uma aula de Filosofia da melhor qualidade bem disfarçada de aventura...

  Uma "história que você acredita"...pode ser um ROTEIRO BEM AMARRADO.
  No caso dos livros sagrados as contradições são enormes então nem a boa amarração temos, aí já não é ficção cientifica e sim um conto de fabulas.

  Enfim, leio tudo, ouço tudo, porém ...

  Não gasto muito tempo com ESPECULAÇÕES ARQUEOLÓGICAS.

  O que vai mudar sua vida se ficar comprovado que houve uma grande inundação há milhares de anos atrás?

  “A Fé dispensa evidências, quem vive pela Fé não precisa delas.
   Sou um homem sem Fé, minhas opiniões precisam de evidências.”
[William Robson]

 
  É preciso perceber quando termina a dedução lógica e começa a ilação.

  Se ficar provado que os restos da Arca de Noé são uma fraude, quem vive pela Fé...continuará da mesma maneira.

  Interessante seria HOJE ver um anjo descendo do céu e resolvendo o conflito da Palestina, sendo filmado e entrevistado pela imprensa mundial.

  Interessante seria uma nave espacial com uma civilização muito mais antiga que a nossa aterrissando na praia de Copacabana e contando a história da civilização deles apresentando evidências.
  Se um dia tivemos Zeus, Amon Rá, Maomé ou Jesus...hoje não identificamos ninguém com tais características de poderes “sobrenaturais”.

  Gastamos tanto tempo querendo reconstituir o passado quando o único caminho possível é viver o presente e caminhar para o FUTURO.

  Já sabemos “cientificamente” muito do que fomos, precisamos decidir o que queremos ser.

Essa lógica entra em sua mente?




anterior                       <>                                próximo

Postar um comentário