segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Mínimo Esforço

   “A satisfação está no esforço feito para alcançar o objetivo, e não em tê-lo alcançado.”
[Gandhi]

  Em linhas gerais não simpatizo com os pensamentos de Gandhi, ele prega o culto ao sofrimento coisa que desaprovo na minha base filosófica.
  Relembrando que minhas bases são a Lógica e o Prazer.

  A Lógica busca o máximo de eficiência gastando o mínimo de energia, uma lei do "mínimo esforço".

  Vou montar uma “equação filosófica”: Eu preciso fazer compras no supermercado o objetivo é
trazer mantimentos para casa.  
  Logo, eu tenho a NECESSIDADE e defino um OBJETIVO.
  Se minha esposa já abasteceu a despensa eu tenho a satisfação [Prazer] da despensa cheia sem fazer nenhum esforço.
  Minha base filosófica não aponta que minha vida seria melhor tendo satisfação no esforço.  Minha necessidade foi suprida, a nova necessidade pode ser consertar uma gaveta, fazer a barba, varrer a casa... outros objetivos.



  Outra situação:
  Minha esposa não completou a despensa, tenho que buscar o objetivo e para isso preciso ir ao mercado.
  O mercado fica há 5km e eu posso ir de carro ou a pé  levando um carrinho de feira.
  Com o carro é rápido e confortável, com o carrinho é um esforço considerável, principalmente se estiver chovendo ou um Sol escaldante.

  Pense bem, você realmente acredita que nossa vida fica melhor buscando a situação de máximo esforço?

  O pão que eu trouxer do mercado terá um sabor melhor se eu optar pelo carrinho de feira ou isso é só uma ILUSÃO MENTAL?
  De certo fazendo mais esforço ficarei com mais fome e como diz o velho ditado:
  "A fome é um ótimo tempero."
  Mas a lógica nos diz que o sabor do pão permanecerá o mesmo.
  Busquei esse exemplo bem singelo, mas você pode expandi-lo para grande maioria das situações.


  Vamos para outra base filosófica.
  Se você é MASOQUISTA, sente PRAZER em sofrer então o carrinho de feira é uma boa opção, gosto é gosto não escolhemos o que sentir.
  Caso você não seja masoquista a opção pelo carro é obvia.

  Se uma situação desagradável [de sofrimento] ocorre temos que enfrenta-la, mas a Lógica sugere que evitemos que ela aconteça.

  No caso de usar o carrinho de feira para ir ao mercado você ainda pode argumentar sobre os benefícios do exercício físico.
  Acontece que a roupa não será adequada, puxar o carrinho não possibilita uma boa postura, o local da pratica desse "exercício" dificilmente será o indicado.
  Se o seu OBJETIVO é o condicionamento físico o tempo que você economizar indo ao mercado de carro poderá ser usado para caminhar em um jardim ou praça de esportes, fazer natação, musculação, dançar, jogar futebol...
  Quando faço alguma coisa ela tem que ter Lógica [ser necessária] ou me dar Prazer, fora disso é LOUCURA.

  Cultuar o sofrimento é loucura.





Autoflagelo de fiéis filipinos lembra Sexta-Feira da Paixão. [Terra]


anterior                       <>                                próximo


Postar um comentário