segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Capitalismo de Estado!?

  “Comunismo se opõe ao Capitalismo?”
    [Fabio Rodrigues no G+]


  Vamos ver:

  Capitalismo é um sistema econômico onde os meios de produção e comercialização são em grande parte ou totalmente de propriedade privada, com fins lucrativos.
  Os lucros são distribuídos para os proprietários que investem em empresas.   
  Predomina o trabalho “assalariado”.
  [Em qual sistema econômico não predomina o trabalho assalariado!?
   Sou funcionário público e assalariado.
   Em Cuba e na China que tipo de trabalho predomina?]

  Comunismo é uma ideologia política e socioeconômica, que pretende promover o estabelecimento de uma sociedade igualitária, sem classes sociais, baseada na propriedade comum dos meios de produção.
  O "Comunismo puro", no sentido marxista, refere-se a uma sociedade sem classes sociais e sem Estado.

  É preciso conhecer também:

  Liberalismo é uma filosofia política ou uma visão de mundo fundada sobre ideais que pretendem ser os da liberdade individual e da igualdade.
  Os liberais defendem uma ampla gama de pontos de vista, dependendo de sua compreensão desses princípios, mas em geral apoiam ideias como eleições democráticas, direitos civis, liberdade de imprensa, liberdade de religião, livre comércio e propriedade privada.
  A palavra "liberal" deriva do latim, liber ("livre", ou "não-escravo"), e está associada com a palavra liberdade ou libertário.

  Socialismo refere-se a qualquer uma das várias teorias de organização econômica que advogam a administração e propriedade pública ou coletiva dos meios de produção.
  Ou seja a propriedade tem que ser Estatal ou uma Cooperativa.
  A maioria dos socialistas possuem a opinião de que o capitalismo concentra injustamente a riqueza e o poder nas mãos de um pequeno segmento da sociedade - denominado por Marx de Burguesia - que controla o capital e deriva a sua riqueza através da exploração, criando uma sociedade desigual, que não oferece oportunidades iguais para todos a fim de maximizar suas potencialidades.

  Anarquismo é uma ideologia política que se opõe à todo tipo de hierarquia e dominação política, econômica, social e cultural, incluindo o Estado, o capitalismo, as instituições religiosas.
  Eu não consigo escrever textos pensando linearmente, minhas meditações são todas em 3D.
  Como podem perceber, esses conceitos não cabem em uma linearidade.
  Eles não são um “ponto de vista” em algum lugar de uma reta.
  São planos de pensamento e eu os trato como tal.
  As fronteiras entre esses conceitos são relativas.
  Em comum todos querem uma sociedade melhor, todos são do “bem”.
  O mais eficiente a fazer é esquecer as boas intenções e focarmos nos resultados cientificamente observáveis ao longo da história, é o que eu faço.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
    O Capitalismo na década de 30 tinha os meios de produção prioritariamente nas mãos da iniciativa privada e baixa intervenção do Estado.
    Antes do Capitalismo tínhamos o Mercantilismo ... mas esse seria outro texto, deixa quieto.

 Como Hitler “atualizou” o Capitalismo?
 Manteve os meios de produção nas mãos da iniciativa privada, não estatizou as empresas, mas a intervenção do Estado passou a ser máxima.
  No entanto não dá para dizer que Hitler foi o “pai” do Capitalismo de Estado.
  Stalin usou o mesmo procedimento na URSS, foi quando a URSS experimentou seu maior crescimento.
  O Capitalismo de Estado dá muito certo ... por algum tempo.

  O Comunismo se opõe ao Capitalismo?
  Sei lá, o Comunismo me parece mais um sonho riponga, um paraíso das Testemunhas de Jeová.
  O Capitalismo é mais pé no chão, algo adaptado a natureza humana.

  O Liberalismo tem um conceito legal, coloca a responsabilidade individual acima da responsabilidade coletiva.

  O Socialismo coloca a responsabilidade coletiva acima da individual.

  Liberalismo e Socialismo são mais uma questão de “gosto”.
  Tem povos que gostam de um Governo lhes dizendo o que fazer.
  Outros preferem um Governo que interfira menos, controle os excessos e mantenha uma “rede de proteção”.

  Algo interessante notar é que apenas o Socialismo defende um Estado fortemente Intervencionista.

  Para o Comunismo o Estado Intervencionista é só um rito de passagem até construirmos o paraíso na Terra.
  Obviamente isso não é uma tarefa fácil e esse “rito de passagem” poder ser meio ... eterno 😄
  Por isso dizem que o Comunismo não pode ser julgado ou comparado porque ele nunca aconteceu em grande escala.
 Se depois de tantas experiências não conseguimos implementa-lo em lugar nenhum além de algumas comunidades ripongas ... muitos estão chegando a conclusão que persistir é um erro.
  É um remédio que prometeu muito, ainda não “curou” nenhuma sociedade e constantemente mata a economia.

  Liberalismo e Capitalismo em geral pregam um Estado Mínimo (pouco intervencionista).

  Anarquia prega Estado nenhum.
  Através do diálogo praticaremos todos uma “auto gestão.”
  Só usaremos a força para derrubarmos os governos.
  Anarquistas não formam bons exércitos, imaginem um exército sem hierarquia, cada indivíduo praticando a “auto gestão” 😄
  Não lembro de anarquistas terem derrubado nenhum Governo diretamente.
  Esse negócio de todos serem lideres ou ninguém ser líder cria muitas facções e sem união/consenso é difícil ter sucesso em grandes empreitadas.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  O Capitalismo se mostrou tão mais eficiente que o Comunismo que os Socialistas desenvolveram o “Capitalismo de Estado”

  [Detesto esse nome, mas ele virou moda.]

  Hitler se dizia Socialista.
  Em 1935 o Comunismo era muito associado ao Stalinismo e Hitler detestava Stalin.
  O Comunismo tinha como principal mentor Karl Marx, ele era judeu e Hitler odiava judeus.

  Mas o fato é que tanto Stalin quanto Hitler tinham as mesmas praticas totalitárias, tudo dentro do Estado, nada contra o Estado.
   Qualquer um que falasse contra alguma decisão do Governo era um “traidor da pátria” sujeito a muitas sanções inclusive a morte.

   Hitler permitia empresas privadas, mas elas tinham que estar “alinhadas” com o governo.

  Em escala menor Lula e Dilma são exemplos atuais disso:
  [A Lava Jato impediu que se tornasse maior.]

   “A companhia é essencialmente exportadora, com forte presença na China.
  Desde este episódio, o ex-presidente e sua sucessora, Dilma Rousseff, não se conformaram e fizeram de tudo para tirar Agnelli de seu posto.
  Como a Vale é uma empresa privada, eles não podiam muito a não se tentar convencer os fundos de pensão – que fazem parte do grupo de controle – a realizar uma troca de comando.
  A política só foi concretizada em abril de 2011, quando, então, o banco Bradesco, outro importante acionista, foi convencido pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, a compor o grupo de pressão.
  O escolhido foi Murilo Ferreira, um ex-diretor da própria Vale, onde havia trabalhado por 30 anos.
  Uma das credenciais para a decisão que selou a escolha de Ferreira pelo 'bloco governista' foi sua experiência durante as greves de trabalhadores na Inco, a então divisão da mineradora no Canadá.
  Dilma e sua equipe consideraram satisfatória sua atuação porque o executivo teria procurado "proteger" os interesses dos trabalhadores locais.”

  O falecido Roger Agneli foi sacado da direção da Vale porque fez o que tinha que fazer contrariando a vontade do deus (Hitler) Lula.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
   A China comunista pratica um “Capitalismo de Estado”.
  Por isso aposto que a derrocada da China vai ser grande.

  Essa é uma aposta que eu ficaria muito satisfeito em perder.
  Com mais de 1 Bilhão de habitantes ver a China naufragar como todos os capitalismos de estado naufragaram me causa apreensão/medo.
  Espero que os chineses de alguma forma tenham aprendido com os erros dos outros e caminhem mais rapidamente para o Capitalismo “Normal” e a Democracia.
  É o que o Brasil tenta hoje a duras penas.
  A vantagem aqui é que nossa Democracia é bem melhor e nossa população bem menor.

  Não se deixem iludir, essa história de “Capitalismo de Estado” é mais um truque da Esquerda.

  Capitalismo prega baixa intervenção do Estado na economia.
  Liberalismo prega baixa intervenção do Estado na vida do cidadão.

  Qualquer corrente filosófica/ideológica/doutrinaria que pregue grande intervenção do Estado está sintonizada com planos de pensamentos do que convencionamos chamar de “Esquerda”.

  Eu sou de Direita, deixo claro que não tento mudar o pensamento de ninguém que prefere a Esquerda seja por ignorância ou por convicção.
 Meu interesse é reforçar os argumentos dos que igual eu preferem a Direita (claro, sem radicalismo).
  Mais que isso, quero influenciar os que ainda não tem uma opinião formada.
  Principalmente da nova geração que será o futuro da nação.
  Minha geração já foi estragada, a esquerda espertamente tomou conta de nossas escolas, ainda bem que hoje em dia temos a Internet.

Na Internet temos muita liberdade.
A intervenção do Estado é mínima.
Não estamos acima da lei, se praticarmos crimes seremos alcançados e punidos.
Há uma “igualdade possível” ... qualquer um pode defender qualquer ideia, é evidente que seu alcance será compatível com a audiência que conseguir.

  Na Internet os meios de produção de textos, vídeos, comentários ... estão nas suas mãos e você não é obrigado a estar alinhado ou desalinhado com nenhum Governo.

  A não ser que more em uma Republica “Democrática” Comunista 😄




  Capitalismo de Estado é uma denominação ilógica.
  É como Fogo Molhado, Água Seca, Prostituta Virgem ... Comunismo Democrático.
  ☛[Repense]


Anterior          COMENTAR        Próximo 
Postar um comentário