segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Aula de Matemática

  “Uma nação que tenta prosperar a base de impostos é como um homem com os pés num balde tentando levantar-se puxando a alça.”
  [Winston Churchill]



  Aqui no Brasil é bem assim.
  Todos querem ter um padrão no mínimo de classe média alta e o que pagamos de impostos é mais do que suficiente para isso ... pelo menos é essa a crença generalizada.
  A Matemática Básica mostra que isso não é possível.
  O dinheiro dos impostos pode criar uma rede de proteção, quem quiser mais tem que conseguir por esforço próprio.
  Vejam o caso da aposentadoria, é matemática pura:

 “Suponhamos que você contribui com 10% do seu salário todo mês a título de aposentadoria, vamos supor que nunca ficou doente, nunca usou o serviço do SUS, porque você deve saber que o dinheiro descontado do seu salário vai para o sistema de saúde também.
  [A porcentagem de contribuição depende do salário, pode ser 8%, 9% ou 11%. Usarei 10% para facilitar os cálculos]
   Em uma matemática mais elementar possível você junta para aposentadoria um salário integral seu a cada 10 meses.
  10 x 10% = 100%
  35 anos de contribuição correspondem a 420 meses.
  Como você junta um salário integral à cada 10 meses ficamos com:
  420 : 10 = 42 salários integrais.

  Isso mesmo.
  Tudo que você contribui com a previdência em 35 anos dá para 42 meses de salário, isso se você ou algum dependente seu não usaram o sistema de saúde.

  Qualquer pessoa que se aposente com salário integral em 4 anos já consumiu tudo que contribuiu e a partir daí vive do dinheiro público.

  Tem um senhor que as vezes para pra conversar comigo, não tenho como evitar fazer esse trabalho literalmente de “ouvidoria” mesmo não sendo pago para isso.
  Nunca perguntei sua idade deve ter mais de 70, mas está muito conservado, muito saudável, fala pelos cotovelos.
  De qualquer forma ele fala com certo orgulho que já está aposentado há mais de 23 anos.
  Claro que não falo essas coisas para aquele homem, apenas o ouço pacientemente até ele decidir ir embora, não dou muita atenção senão ele esquece que estou em horário de trabalho.
   O fato inegável é que ele está sendo sustentado por todos nós há 19 anos, está orgulhoso de quê!?
  Bom para ele ruim para nós.
  Ele é Estatutário conseguiu aposentadoria integral.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Brasileiros deveriam ter mais aulas de porcentagem ou pesquisar o tema no Google.

  Não precisa nem de um conhecimento profundo, o básico serve.

  Se você ganha 1000 reais e o governo pega 30%.
  Significa que você fica com 700 reais e o governo com 300 reais.

  Esses 700 reais são para você se manter durante 1 mês, possivelmente tudo será gasto em transporte, moradia, educação ...

 Os 300 reais não ficam com o Governo, ele também gasta em transporte, segurança, saúde, educação, infraestrutura...

  Na cabeça dos brasileiros parece que todo dinheiro arrecadado com impostos vai para mordomias de políticos ou para corrupção.

  Entenda que todo e qualquer serviço prestado pela Prefeitura, Governo do Estado ou Presidência da República utiliza funcionários públicos.
  Nenhum servidor público trabalha de graça.
  Mesmo no caso de trabalhadores terceirizados é o dinheiro dos impostos que banca os salários e materiais empregados.

  Vejam que caso interessante:

  Em um papo trivial minha dentista repetiu o mantra.

  “Esse governo não faz nada, o povo só sofre”

  Eu disse o óbvio, é o povo que elege os governos.
  Ela fez algumas consideração sobre a ignorância do povo que nem compensa comentar.

  Até onde sei a dentista é funcionária pública desde da década de 90.
  Sempre recebeu em dia e se não foi para iniciativa privada suponho que o salário e benefícios pagos pelos Impostos é satisfatório.
  Como a dentista pode dizer que o Governo não faz nada se a mantem trabalhando por tantos anos?
  Ela atende aos funcionários da Unicamp que tem direito a certos procedimentos odontológicos.
  Eu faço ali minha verificação anual por motivos óbvios.
  O serviço embora seja demorado/burocrático é bom e “eu” não pago nada.
  Mas o conjunto da sociedade paga com o dinheiro dos impostos.

  Porque estou reforçando a palavra imposto?

  Para vocês perceberem que tudo tem um custo, imposto não é um dinheiro magico que surge do nada.
  Eu ter “Direito” a um serviço básico odontológico, significa eu usar uma fração do dinheiro dos impostos.
  Faz algum tempo precisei fazer um implante dentário e esse “direito” eu não tinha.
  Com algumas economias procurei um dentista particular.
  E se o Governador ou Reitor decidir “dar” o “direito” também de implante?
  É um procedimento caro, vai aumentar bastante o custo na área da odontologia e o dinheiro vai sair de onde, adivinhe...
  Não é do meu bolso, nem do Governador ou Reitor.

  É fácil algum sindicato fazer pressão por “direito” ao tratamento odontológico completo por mais caro que seja.
  Não é o sindicato que vai bancar essa conta.

  É fácil o funcionário que terá direito a esse benefício apoiar essa “luta”.

  O que é difícil é o brasileiro entender que sempre alguém paga a conta.

“Não existe refeição grátis”.

  Não existe tratamento odontológico básico ou completo grátis.

  [Claro que esse é só um exemplo você pode estender para tudo mais.]

  Nós acreditamos que o que pagamos de impostos é suficiente para todos terem direitos a tudo do bom e do melhor.
  Queremos ter vida de rico com o dinheiro dos impostos.

  “Uma nação que tenta prosperar a base de impostos é como um homem com os pés num balde tentando levantar-se puxando a alça.”
 
  Como isso é “matematicamente” inviável acontece o óbvio.
  Poucos conseguem exercer “seus direitos” enquanto a maioria paga a conta.

  Eu administro bem a minha vida, não gasto mais do que ganho e faço uma poupança para emergências.
  No caso do dentista estou satisfeito com o atendimento básico, limpeza, obturação, extração.
  Claro que gostaria de ter “direito” a tudo, mas entendo o quanto o implante dentário encareceria o sistema.
  Eu faço parte de uma categoria forte e conseguiria exercer os meus direitos, mas é matematicamente inviável estender isso a 200 milhões de brasileiros.

  Quem não administra bem as próprias finanças ou teve azar na vida ... que se contente com uma ponte ou chapa.

  Meu amigo Nelson Rodrigues dizia: “A vida como ela é”.

  Veja bem, você pode até ter se esforçado na vida.
  Deu o azar de nascer em uma família bem pobre, seus pais não pensaram antes de te colocar no mundo.
  Apesar dos seus esforços não consegue ganhar mais que 1500 por mês.
  Para você, gastar 3 mil reais com um implante é inadmissível.
  Mas você acha que a sociedade a sua volta tem a obrigação de pagar!?

  Sei lá, devemos decidir o que precisamos bancar, o que queremos bancar e o que podemos bancar.
 
  Uma cirurgia cardíaca custa muito mais caro que um implante dentário, mas precisamos bancar.

  “Eu” quero usar o dinheiro dos impostos para diversos atendimentos na área da saúde.

  Não podemos bancar um padrão “Sírio Libanês” para todos.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

  Em resumo.
  Todas nossas empresas, todas nossas instituições, todos nós consumimos algumas coisas e nós mesmos ou alguém tem que pagar por essas coisas.

  [É evidente que também produzimos bens e serviços, mas esse seria outro texto]

  Cada um tem que fazer a parte que lhe cabe.

 ✧ Você precisa administrar sua vida.

  O empresário precisa administrar a empresa.

  O governo precisa administrar a aplicação dos impostos.

  Cada macaco no seu galho.

  Em um regime Capitalista/Democrático essa estrutura não é rígida.

  Sim, cada um tem que administrar sua própria vida.
  Mas nada o impede de montar uma empresa ou ocupar um cargo público.

  Para abrir uma empresa é preciso alguma ideia e capital.
  O capital vem de suas economias, um sócio ou algum investidor.
                                                                                              
  Você sabia que 56% dos Bilionários no mundo nasceram pobres?
  31% receberam uma pequena herança, mas alcançar o Bilhão foi talento individual.
  Apenas 13% nasceram Bilionários.



  Traduzindo a porcentagem fica mais ou menos assim:

  A cada 100 bilionários.
  13 já nasceram montados na grana.
  31 tiveram que ralar para conquistar.
  56 tiveram que ralar muito para conquistar.

  A Matemática está nos mostrando que aquela história que o

 “Rico cada vez fica mais rico e o pobre cada vez fica mais pobre”

é lenda.

  Não aconselho você ficar obcecado por dinheiro, mas tentar enriquecer vale a pena.
  Se você acreditar na lenda e nem tentar ... pode estar perdendo a oportunidade de ficar muito rico ou pelo menos melhorar bastante de vida.
  A vida que eu tenho hoje em comparação com a que eu tive na infância é algo “além da minha imaginação” da época.
  Muito foi trabalho e juízo outra parte foi o incrível avanço da tecnologia.
  Um aparelho como meu smartphone (modelo bem básico) era uma coisa que eu nem sonhava em ter.

  Se você quer fazer parte do Governo tem dois caminhos básicos.

  Estude bastante, preste concursos.

  Ou comece a convencer pessoas que você merece o voto delas.
     Se você é brasileiro, sabe ler e escrever, não cometeu nenhum delito grave ... ocupar um cargo político depende de você conquistar a confiança do “povo”.


  O que vimos nesse texto?
  Matemática Básica, Porcentagem Simples, Deduções Lógicas.
  Não tem nenhuma teoria econômica complexa, nenhuma filosofia existencial.

  Não gaste mais do que ganha.
  Tente buscar boas oportunidades.
  Combata a corrupção.
  Fiscalize a boa aplicação do dinheiro dos impostos.
  Administre bem sua vida.
  Quer ser patrão? Tente.
  Quer ser governo? Tente

  A vida é esse imenso jogo de sorte, oportunidades, talento, lutas ... azar, dificuldades, limitações, derrotas.

  O jogo começou quando você nasceu e você só sairá dele morto.

  Enquanto a morte não vem ... bom jogo!
  BOA SORTE!






Anterior          COMENTAR        Próximo 




Postar um comentário