segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Lula pode ganhar as eleições?

  Até o mês passado eu apostaria que não com 99% de confiança.
  Hoje eu ainda aposto que não, mas minha confiança baixou para 70%.

  O que fez (na minha analise filosófica) Lula saltar de 1% pra 30%?

  Em futebol tem uma expressão que ilustra bem a atual situação: “Salto Alto”.
  Imagine o Barcelona jogando contra a Ponte Preta.
  Quem vai apostar na Ponte?

  É impossível a Ponte Ganhar?
  Claro que não, são 11 atletas profissionais que de certo irão dar o melhor de si para ganhar do Barcelona.
  A vitória da Ponte pode se tornar percentualmente bem mais possível se os atletas do Barcelona vierem de “salto alto” ao invés de “chuteiras”.
   De um lado atletas dispostos a vencer, do outro atletas que se acham com uma vantagem tão grande que antes de jogar já consideram o jogo ganho.
  Cada craque do Barcelona acha que pode resolver tudo sozinho a qualquer momento e não se comunicam e até se hostilizam.
  Quem acompanha qualquer tipo de esporte sabe que “zebras” acontecem com uma certa frequência.

  ZebraExpressão usada quando um indivíduo/equipe favorito perde para um oponente teoricamente mais fraco.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Indiscutivelmente Lula tem admiradores fanáticos.

  Não se esforce muito para entender isso, nesse texto, simplesmente aceite esse fato.
  Porque Valdemiro (aquela pastor) lota igrejas?
  Eu reconheço Edir Macedo, Malafaia, RR Soares como grandes oradores.
  Já aconteceu várias vezes de eu zapeando com o controle esbarrar em algum culto televisivo e ficar ali uns 15 minutos me sentindo provocado pela exposição argumentativa do orador.
  Isso nunca aconteceu com Valdemiro.
  Por curiosidade filosófica já acompanhei sua pregação por até 30 minutos, mas foi um tédio.

  Valdemiro e Lula tem muitos seguidores.
  Você entender ou não entender porque isso acontece (gostar ou desgostar) não muda o fato:

  VALDEMIRO E LULA TEM MUITOS SEGUIDORES.

 Outro fato inconteste é que o Brasil tem muitos esquerdistas.
 Naquele sentido de pessoas defenderem uma grande intervenção do Estado na economia e comportamento.
 Pessoas que demonizam empresas e empresários e lutam pela estatização de tudo.
  Festejam o Comunismo/Socialismo/Marxismo/Progressismo e criticam o máximo possível o Capitalismo/Liberalismo Econômico/Conservadorismo.

  Vivemos em um país Democrático, os cidadãos que gostam da Ideologia de Esquerda tem todo direito de defende-la e lutar para implementa-la.
  Esse pessoal já fechou questão em torno da candidatura de Lula e o apoiam a ferro e fogo em todas as situações possíveis e imagináveis.

  Enquanto isso as pessoas que responsabilizam Lula/PT por toda catástrofe econômica que vivemos ficam dispersas, não tem foco.
  Os subgrupos são muitos:

  Intervenção Militar.
  Volta da Monarquia.
  Fora Temer.
  Libertarianismo/Anarquia
  Explodam o Congresso.
  Vamos parar o Brasil.
  Jesus vai voltar...
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
“A natureza detesta o vazio.”
[Blaise Pascal]

  De um lado tem uma esquerda convicta da candidatura de Lula.

  Do outro lado ....

  O caos, o vazio.

  Uma Direita que ainda dá seus primeiros passos no Brasil e uma massa que vai para onde direciona a mídia.

  Se quem (por motivos óbvios) não gosta do Lulismo não se posicionar mais objetivamente o quadro fica complicado.
  Você fala não vote em Lula para seu vizinho ou em sua rede social.
  Mas não apresenta uma sugestão, tira Lula e deixa o vazio.
  Ou apresenta sugestões estapafúrdias, tira Lula e deixa o caos.

  As pessoas tem medo do desconhecido, do escuro, da bagunça generalizada.
  Acabam optando pelo que lhes parece mais conhecido, claro, organizado.

  [Você quer chegar em um “lugar melhor”, seu GPS lhe dá a opção de dois caminhos, você não sabe muito bem onde vai chegar ... o “futuro” é um ilustre desconhecido.]

  Um lado martela Lula, Lula, Lula, Socialismo, Socialismo, Socialismo.

  O outro ... sei lá entende ... são tantas emoções.   
😆

  Eu queria focar na candidatura de Sérgio Moro, mas se ele diz que não quer ser político ... o que posso fazer senão democraticamente aceitar?

  Optei por Bolsonaro desde a vitória de Dilma.
  Tenho feito minha parte.
  Não deixo as pessoas no vazio, apoio um nome e digo porque apoio.

  Temos uma Direita que ainda dá seus primeiros passos no Brasil e uma massa que vai para onde direciona a mídia.

  Não estou dizendo que a Mídia atual apoia Lula, mas ela é claramente contra Bolsonaro.
  Ele é atacado como alternativa ao Lula.

  O problema não é atacar Bolsonaro, o problema é não sugerirem nenhum outro nome.

  Tá você não quer Bolsonaro, tudo bem.
  Mas sugira um nome.
  Precisa ser alguém que tenha chances.
  O melhor Presidente para o Brasil sou eu, mas com as chances que tenho é melhor apostar em Bolsonaro.

  Se surgir um outro nome forte (que não tenha ojeriza ao Capitalismo e a classe média) as chances de termos um Governo Centro-Direita aumentam.

  Se você deixa o tempo ir passando só atacando a tudo e a todos sem se esforçar por um consenso ... corremos o risco de nas eleições de 2018 termos esquerda e esquerda, Lula e Marina.
  Ainda corre por fora o esquerdista Ciro Gomes.
  Tem também Aécio e José Serra uma esquerda mais moderada, mas continua esquerda. (Inclusive se declaram de esquerda)

  Como podem perceber, para enfraquecer o esquerdismo no Brasil não está fácil.
  A “inteligência latina” não colabora.
  É evidente que eu gostaria de ter mais pelo menos dois nomes “centro-direita” para as eleições de 2018.

  Tenha em mente que um grupo vai ocupar o poder seja por via democrática seja por intervenção militar.

  Na Democracia não adianta protestar anulando votos.




  Você quer uma “inspiração” para a partir de hoje se candidatar (se acha que tem chances) ou buscar nomes de centro direita para votar?

Relembre a história recente, observe a “inteligência latina” em ação.

CHÁVEZ GOVERNA SEM OPOSIÇÃO

Autora: Janaina Figueiredo
Fonte: O Globo, 06/12/2005, O Mundo, p. 27

  Assembleia Nacional da Venezuela será 100% formada por aliados do Presidente Hugo Chávez.

CARACAS.

  A oposição venezuelana ficou fora da Assembleia Nacional do país, que terá todas as cadeiras do Parlamento ocupadas por partidários ou aliados do presidente Hugo Chávez.

 O motivo para a vitória total de Chávez foi a abstenção na eleição, que foi de 75,13%, possivelmente devido a um boicote convocado pela oposição.

  Esta será a primeira vez na História recente da Venezuela que não haverá representantes da oposição na Assembleia Nacional.
  Alguns cientistas políticos afirmam que a situação lança o país numa era de incerteza política porque Chávez poderá governar tendo como único freio a Constituição.
  E uma das ações já prometidas pelos vitoriosos na eleição é reformar a Carta.
  Entre as mudanças está a possibilidade de se eliminar o limite de dois mandatos consecutivos para o presidente, o que permitiria que Chávez, no poder desde 1999, permaneça mais tempo no cargo.

  Menos de uma semana antes da eleições de domingo a oposição a Chávez anunciou um boicote. Ontem, César Pérez Vivas, secretário-geral do partido de oposição Copei, disse que entraria na Justiça para anular a eleição.
  O próprio Vivas admite que a iniciativa dará em nada, mas disse que é apenas um passo para levar o caso a tribunais internacionais.

  Teremos um Parlamento, a partir de 5 de janeiro (data da posse), totalmente entregue à esquerda radical venezuelana.

  Os setores democráticos de centro-esquerda, centro-direita, centro-centro, que fazem a vida da sociedade venezuelana, não terão representação nesta Assembleia Nacional.

 Líder chavista nega `partido único.
 O presidente da Assembleia Nacional, o oficialista Nicolás Maduro, disse que a nova configuração do Parlamento não significará a instauração de um monopartidismo ou de um partido único.
  Para ele, todos os grupos sociais estarão representados no que chamou de assembleia plurissocial.
 A governabilidade não depende do volume da oposição.
 Depende do volume dos povos disse o ministro das Relações Exteriores venezuelano, Alí Rodríguez.


 Tempos depois...

  “EM BUSCA DE UMA MELHOR QUALIDADE DE VIDA E FUGINDO DAS CRISES POLÍTICA E ECONÔMICA NO PAÍS, MILHARES DE VENEZUELANOS ESTÃO MIGRANDO PARA O BRASIL.

  De 2015 para 2016, o número de pedidos de refúgios de venezuelanos ao Brasil cresceu 3.000%.
  O êxodo se aprofundou nos últimos meses, após anos seguidos de crise econômica e social, quando a inflação na Venezuela pode ter chegado a 700% em 2016.”


  O cidadão sai da Venezuela para tentar emprego e uma vida melhor no Brasil ...
“Caracas!”  
😄

▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
Sei que é esperar demais do PMDB.
Essa aqui é só mais uma sugestão que eu faço por “esporte filosófico” 😄


Seria um bom nome para se candidatar a Presidente em 2018.

Pelo menos nós da Direita teríamos mais uma opção viável.




Anterior          COMENTAR        Próximo
Postar um comentário