quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Armada e Perigosa


 “Ter arma não é garantia de defesa é a possibilidade de defesa contra outra pessoa armada, mais forte ou pessoas em maior número.”
[William Robson]
 

  Liminar fixa distância mínima de 100 metros que mulher deve manter do ex-marido.
  O marido sustentou que vem sofrendo agressões físicas e verbais por parte da esposa, expondo-o à vexame e humilhação, além de ser por ela até ameaçado de morte, tendo tais agressões ocorrido em seu local de trabalho, em sua própria casa e na presença do filho do casal.” 

  Esse tipo de liminar raramente é concedida a homens com relação as mulheres.
  Peguei esse link justamente por ser raro.
  A ocorrência mais comum é mulheres restringindo a distância de seus ex parceiros.

  Vamos meditar sobre isso.

1- Geneticamente homens são mais violentos que as mulheres, logo, não há campanha ou "educação" que vai tornar homens comportamentalmente iguais as mulheres ... para bem ou para mal.
  Essas estatísticas de violências nos casais sempre vai ser maior do lado masculino.

2 - O fato de homens serem mais violentos obviamente não quer dizer que todos os homens são igualmente agressivos.
  O fato de mulheres serem menos agressivas não quer dizer que não sejam capazes de atos de extrema violência.

  A grande maioria dos homens aceitam o fim do relacionamento sem maiores transtornos, não precisamos de estatísticas para percebermos isso, basta olhar em volta.
  Namoros e casamentos acabam todos os dias e não temos uma carnificina por conta disso.

  


  A situação mais comum é a mulher conseguir liminar contra a aproximação do ex companheiro.

  O papel aceita tudo, mas como efetivar a ordem judicial?
  Se a coisa chegou a esse ponto provavelmente estamos diante de um cidadão transtornado pela paixão ou sentimento de posse/ciúmes.
  Não é um pedaço de papel que irá impedir uma tragédia.

  Se no bairro houver rondas frequentas é possível que os policias sejam informados da situação e olhem para aquele imóvel com mais atenção, porem convenhamos que será um segurança pequena.
  Não consigo pensar no Estado/Sociedade tendo condições de oferecer muito mais que isso.
  Quanto custaria colocar policiais armados fazendo segurança 24 horas de toda mulher que se sente ameaçada e consegue uma ordem judicial contra o ex?

  Mulheres deveriam ser as maiores defensoras do direito ao porte de arma.

  A moça conhece o ex que tem, se acredita que corre risco de vida ou de ser gravemente agredida não vejo solução mais eficiente que solicitar o porte de arma.
  Atirar é fácil, fazer anos de alguma arte marcial para talvez ser páreo fisicamente para um homem é ... complicado.
  A moça pode ser faixa preta em Karatê, mas se o kara te arma... 😊
  (Essa foi horrível, eu sei)

  Atirar é fácil, com a regulamentação mais flexível cursos de tiro seriam mais comuns.
  Eu tive treinamento militar, dei muitos tiros.
  Porem a “cidadã de bem” não será treinada para guerra, apenas aprenderá usar a arma como auto defesa.
  Noções básicas sobre a arma que adquiriu e uns 20 disparos são suficientes para alcançar o propósito.

  Um curso desse poderia ser ministrado em 1 semana, dependendo da carga horaria e disponibilidade de tempo.

  Depois disso, na rua, é só ficar atenta.
  Se o cidadão se aproximar e tentar alguma coisa é passar fogo e alegar legitima defesa.
  Ter arma não é garantia de defesa é a possibilidade de defesa contra outra pessoa armada, mais forte ou pessoas em maior número.



  Em casa com pouco investimento é possível ficar mais relaxada.
  Câmeras e sensores de movimento baratearam bastante.
  Em caso de invasão do ex (ou algum ladrão) chame a polícia e pegue a arma.
  Se a proteção do Estado não chegar a tempo ... azar do invasor.

  Uma das bases do “pensamento de direita” é o respeito a propriedade.
  Se uma propriedade não é sua, não pode entrar nela sem autorização do proprietário.
  Se fizer isso e for recebido a bala ... é direito do cidadão proteger sua propriedade com os meios que estiverem disponíveis.
  Se você é um “cidadão de bem” não terá problemas.
  Cidadão de bem não pega nada que não é dele, não invade propriedades.
  Nem agride mulheres...

  


  




.