quarta-feira, 19 de março de 2014

Latinos vs Anglo Saxões

  Onde “Anglo Saxões” conseguiram procriar sem muita “miscigenação” o povo se organizou de maneira político/econômica mais eficiente.
  Prestem atenção que não estou falando de superioridade intelectual ou física, mas capacidade de ...
   SE ORGANIZAR EFICIENTEMENTE EM SOCIEDADE.



 👨 “Nos EUA, 20% das famílias vivem com menos de dois dólares por pessoa por dia.
    Há uma epidemia de dengue, verminose, doença de Chagas em curso nos EUA.
    País da oportunidade??
[Comentarista no G+]    

  O Estado Unidos tem cerca de 320 milhões de habitantes.
  Em um cálculo simples está se afirmando que 64 milhões de americanos vivem com menos de 2 dólares por dia!?
  Pesquisei e NÃO encontrei uma fonte confiável para os números apresentados de uma pobreza nesse grau.


  Esse comentarista (prefiro não citar o nome) considero confiável, não acho que agiu de má fé.
  Possivelmente NÃO checou a fonte.
  Mais uma vez chamo a atenção do leitor para importância de pesquisar o que é publicado na Internet [ou qualquer outro meio] antes de emitir opiniões.

  Quanto as doenças elas “voltaram” em alguns locais, principalmente onde há muitos IMIGRANTES.

  É essa a provocação que tratarei nesse texto.

  Latinos com sua cultura ineficiente, sempre atrás de um Estado Paizão, estão estragando o Estados Unidos.

   Os Americanos deveriam se fechar mais, endurecer as leis de imigração.
  Se tem uma cultura que merece ser preservada é a anglo saxã.

 Observem a matemática da invasão:
   “O número de latinos dos EUA cresceu 43% na última década, quatro vezes mais que o conjunto da população do país, que aumentou 9,7%.
   Entre 2000 e 2010, a população total dos EUA cresceu 27,3 milhões de pessoas, sendo 15,2 milhões relativos ao contingente hispânico.”
[R7]

  Vou reduzir conceitos históricos complexos aos mínimos denominadores comum, o objetivo é que mesmo quem não se interessa por história consiga ter uma boa visão geral de certas forças que nos movem.
  Isso não está em nenhum livro, não perca tempo procurando, “Eu William” vou organizar, dar nome as coisas, para tentar me fazer entender.

  Força Anglo Saxã = Inglaterra e Alemanha, cultura do EU.

  Força Latina = França e Itália, cultura do NÓS

  Lembre-se do conceito de Yin/Yang sobre forças, é muito importante.

  As forças se entrelaçam, uma não anula ou elimina a outra é como o bem e o mal dentro de nós e toda dificuldade de definir onde termina um e começa o outro.
  Nessa teoria das Forças nosso pano de fundo será a RESPONSABILIDADE, NÃO substitua por “culpa”.

  Na força Anglo o EU (individuo) é tipo “senhor de todas as coisas.”
  No idioma inglês eu é “I”.
  O “I” é tão importante que sempre é escrito em maiúscula...pergunte para seu professor de inglês.

  Na força Latina o NÓS (coletividade) é o senhor de todas as coisas.
  Se nos idiomas latinos o “Nós” sempre fosse escrito com maiúsculas...seria muito coerente.

  Vamos a uma ilustração para mostrar o entrelaçamento das forças.

  Vivemos em sociedade, isso é da nossa natureza.
  O “nós” é feito de “eus”.

  Para “Força/Cultura” Anglo tudo gira em torno do EU é o primeiro lugar que identificamos problemas, tentamos soluções e atribuímos responsabilidade.
  Vamos pegar um problema qualquer.

  Eu transei com uma garota e adquiri HIV.
  Ela sabia que estava infectada e não me avisou.
  Sem dúvida, se descobrir soropositivo é um senhor problema, quem é o responsável?
  EU fui bombardeado em todos os lugares com informações sobre doenças venéreas, camisinha custa barato consigo até de graça, o maior interessado em manter minha saúde sou EU mesmo.
  Na Cultura Anglo não há dúvida sobre quem é o maior responsável por acontecer a doença… sou EU.
  Na Cultura Anglo a garota que me passou o vírus é como uma motorista bêbada sua intenção não era me passar o vírus, mas ela assumiu o risco e arcará com as consequências cabíveis, haverá o debate de leis que punam quem passa doenças conscientemente.
  E quanto a SOCIEDADE?
  Nesse caso a Sociedade só pode lamentar a irresponsabilidade desses 2 “eus”.
  Foi identificado o vírus, foi divulgado formas de prevenção a população, foram feitas campanhas alertando para a dimensão do problema...

  O mesmo problema na Cultura Latina:
 [Estou estereotipando para evidenciar as diferenças]

  Sem dúvida nenhuma a responsabilidade maior é do Governo /Sociedade/” Sistema”.
  O Governo falhou em conscientizar eu e a moça da necessidade de prevenção contra o vírus da AIDS.
  Se o professor do Estado tivesse melhores condições de trabalho e salario melhor, eu e a moça seriamos cidadãos mais conscientes de nossas responsabilidades.
  Enquanto o Estado não der a todos seus cidadãos condições ideais de vida, não dá para cobrar responsabilidades individuais.
  A moça é a menos culpada de tudo ela é uma vítima da nossa sociedade machista, algum homem o qual ela confiou a infectou.
  Esperamos que o Prefeito, Governador, Presidente da República tome providencias para que esse tipo de coisa nunca mais volte a acontecer ao homem e mulher do “povo”...

  Seja sincero, você sabe que é mais ou menos assim que se desenrolam as coisas.
  Você pode não conhecer muito bem Estados Unidos e Inglaterra, mas o Brasil de certo você conhece.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Para esse texto ser mais útil vou dar um exemplo importante nesse momento que vivemos, algo grave que afeta a todos, como se boa parte de nossos cidadãos estivessem infectados com o vírus EMP - Ejaculação Mental Precoce.

  O indivíduo não busca uma base “histórica cientifica” para suas argumentações.
  O que seria isso?
  Para cada tese você tem que buscar uma antítese é a nossa velha e boa amiga DIALÉTICA.

  “Pelé foi o melhor jogador de todos os tempos.” [Tese]
  “Pelé não foi o melhor jogador de todos os tempos.” [Antítese]

  Para validar qualquer uma das proposições temos que escolher algo cientificamente mensurável, vamos dizer que seja número de gols reconhecidos oficialmente.
  Se Pelé é o maior goleador de todos os tempos a tese é válida, se houve um outro jogador a tese é invalida.

  Pois bem, vamos pra política.

  “Os militares deram um golpe na Democracia.”  [Tese]

  “Foi na área da política externa que o presidente Jânio Quadros acirrou os ânimos da oposição ao seu governo.
  Jânio nomeou para o ministério das Relações Exteriores Afonso Arinos, que se encarregou de alterar radicalmente os rumos da política externa brasileira.
  O Brasil começou a se aproximar dos países socialistas.
  O governo brasileiro restabeleceu relações diplomáticas com a União Soviética (URSS).
  Atitudes de menor importância também tiveram grande impacto, como as condecorações oferecidas pessoalmente por Jânio ao guerrilheiro revolucionário Ernesto "Che" Guevara (condecorado com a Ordem do Cruzeiro do Sul) e ao cosmonauta soviético Yuri Gagarin, além da vinda ao Brasil do ditador cubano Fidel Castro.


  Quem está atentando contra a Democracia é o CIVIL Jânio Quadros. [Antítese]

  Não consta que quem votou nele queria o Comunismo ou uma Ditadura do Jânio.
 
  O importante para “esse texto” é você saber que Jânio foi o último presidente eleito antes do regime militar, isso foi em 1961.
  Só voltamos a eleger um presidente em 1990, Fernando Collor.

  Então ficamos assim:

  Passamos 29 anos sem ter Presidente legitimamente eleito e faz 24 anos que estamos nesse exercício democrático.
  [Texto escrito em 2014]

  Os portadores do EMP [Ejaculação Mental Precoce] já querem desistir de tudo, querem um golpe militar, para começarmos tudo do zero!!

  Votar eficientemente é um aprendizado, estamos terminando o ensino fundamental e os caras querem nos jogar de volta para creche!
  Por quê!?
  É a cultura Latina.
  No Governo Civil era para todos NÓS ficarmos ricos e como ainda a maioria está pobre...temos que acabar com tudo isso que está aí.

  Você vai querer contra argumentar:
  Mas no regime militar não éramos todos ricos.

👨Não importa, os militares irão assumir e depois bondosamente estabelecerão novas eleições onde votaremos em um “Governo de Verdade” onde todos NÓS viveremos com dignidade.”

  E o que definiria esse viver com dignidade!?

👨 “É possível apenas com vontade política termos ótimas escolas, excelente sistema de saúde e serviços de segurança que serão exemplo para o mundo.
  Segundo o Dieese o salário mínimo tem que ser de R$2700,00, menos que isso...FÔRA GOVERNO!”


  Alguém pensou em crianças em um mundo de faz de conta?
  Minha pergunta é quase óbvia.

  Você acredita mesmo que é hora de desistir da Democracia?

  Entregar o comando da nação a um General desconhecido?

  “Nos indivíduos, a loucura é algo raro, mas nos grupos, nos partidos, nos povos, nas épocas, é regra.”
  [Friedrich Nietzsche]

   No meu cantinho vou preferindo a lucidez da cultura do eu
 que a insanidade da cultura do nós.

  Pessoas inteligentes que poderiam estar melhorando a Democracia e o Capitalismo ficam correndo atrás de fórmulas magicas...que não tem como dar certo.
  “Culpa” da colonização Portuguesa? Ainda isso!?
  Não somos capazes de tentar outro caminho?

   





 👨 “Não seja ridículo, estabelecer relações econômicas com países comunistas tornaria o Brasil um país comunista?”
[Comentarista no G+]    
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬     
   Claro que não.
   Um país “cristão” pode ter relações comerciais com um país “islâmico” sem que nenhum dos dois pretenda mudar religiosamente.

   Os militares não depuseram Jânio por conta de relações comerciais.

  “EU” deduzo que Jânio flertou com os líderes comunistas para que alguma ala mais radical do exército tentasse um golpe.
  Essa tentativa de golpe seria rechaçada justamente porque Jânio sabia que o exército em sua maioria era moderado.
  Mas essa tentativa de golpe e o clamor da população [ele foi bem votado] lhe daria subsídios para fechar ou dominar o congresso e ser quem sabe um novo Getúlio Vargas.

  A ala radical do exército se segurou, “acho” que sabia que seria massacrada pela ala moderada.
  Jânio vendo seu brilhante golpe fracassando jogou a última cartada.
  Renunciou culpando “forças ocultas”.

  Nessa cartada a população poderia entender que ele foi forçado pelo exército a renunciar, o povo sairia as ruas clamando pelo nome de Jânio, mais ou menos como aconteceu na história recente com Hugo Chávez.
  Jânio voltaria a presidência ainda mais poderoso.

  A sociedade brasileira entendeu que o cara era muito “porra louca”.
  Se sentiu mais segura nas mãos do militares.

PS: Nos coloquemos no contexto daquela época, URSS ou USA poderiam ser o futuro da humanidade, podiam inclusive destruir o planeta.
  Ninguém sabia exatamente o que acontecia atrás da “cortina de ferro”.


--------------------------------------------
  Jânio foi o último presidente eleito antes do regime militar, isso foi em 1961.
  Só voltamos a eleger um presidente em 1990, Fernando Collor.

  Então ficamos assim:

  Passamos 29 anos sem ter Presidente legitimamente eleito e faz 24 anos que estamos nesse exercício democrático.
  [Texto escrito em 2014]

  Os portadores do EMP [Ejaculação Mental Precoce] já querem desistir de tudo, querem um golpe militar, para começarmos tudo do zero!!

  Votar eficientemente é um aprendizado, estamos terminando o ensino fundamental e os caras querem nos jogar de volta para creche!
  Por quê!?
  É a cultura Latina.
  No Governo Civil era para todos NÓS ficarmos ricos e como ainda a maioria está pobre...temos que acabar com tudo isso que está aí.

  Você vai querer contra argumentar:
  Mas no regime militar não éramos todos ricos.

👨 “Não importa, os militares irão assumir e depois bondosamente estabelecerão novas eleições onde votaremos em um “Governo de Verdade” onde todos NÓS viveremos com dignidade.”

  E o que definiria esse viver com dignidade!?

👨 “É possível apenas com vontade política termos ótimas escolas, excelente sistema de saúde e serviços de segurança que serão exemplo para o mundo.
  Segundo o Dieese o salário mínimo tem que ser de R$2700,00, menos que isso...FÔRA GOVERNO!”


  Alguém pensou em crianças em um mundo de faz de conta?
  Minha pergunta é quase óbvia.

  Você acredita mesmo que é hora de desistir da Democracia?


_____________


anterior         <>              próximo
Postar um comentário