quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Quero Discriminação

  “A imigração italiana no Brasil foi intensa, tendo como ápice a faixa de tempo entre os anos de 1880 e 1930.
  A maior parte dela se concentrou na região do estado de São Paulo.
  Os italianos começaram a imigrar em número significativo para o Brasil a partir da década de 1870.
  Foram impulsionados pelas transformações socioeconômicas em curso no Norte da península itálica, que afetaram sobretudo a propriedade da terra.” [Wikipédia]

  Nossa economia não está tão maravilhosa quanto acreditamos que está, isto não reflete no nível de desemprego porque nosso povo é pouco escolarizado, poucos tem o ensino superior completo.

  Há muitas pessoas para vagas de ajudante de pedreiro, vendedores, atendente de telemarketing, serviços de limpeza, auxiliares gerais, auxiliares de produção...
  Em compensação falta profissionais com alto nível de especialização, nosso ensino é muito fraco, talentos são desperdiçados.
  Economicamente temos duas soluções para esta situação:
a)  Melhoramos nosso ensino e formamos nossos profissionais.
b)  Incentivamos a vinda de estrangeiros.

  É evidente que podemos aplicar as duas propostas em conjunto, mas a solução “a” é mais complicada.
  Melhorar o ensino com nossa aversão a procedimentos lógicos me parece um longo caminho a ser trilhado.
  Nossas escolas e professores se dedicam a “formar cidadãos”, transmitir conhecimentos da humanidade fica em segundo ou terceiro plano, mudar esta CULTURA não é fácil.

  “Acredito que nosso país melhoraria bastante se os professores se atesem a transmitir os conhecimentos acumulados pela humanidade, matemática, física, química, geografia, história... e deixassem essa função de “formar cidadãos” com a família.” [Filosofia Matemática]

  Me parece mais fácil por enquanto incentivar a vinda de profissionais de fora.
  O mundo já teve no passado a intensificação destas correntes migratórias.
  Eu acredito que nos próximos anos os governantes deveriam estimular a imigração nos países só que está migração deve ser DISCRIMINATÓRIA.
  Espanhóis de alta especialização deveriam considerar a mudança para países em desenvolvimento que carecem deste tipo de mão de obra.
  Países como o Brasil deveriam facilitar burocraticamente que isso acontecesse, não temos problemas com a cultura espanhola, sendo um cidadão de bem, sem antecedentes criminais seria muito bem-vindo.
  Da mesma forma a Espanha deveria receber nossos cidadãos de baixa qualificação, não consta que brasileiros tenham algum tipo de problema em aceitar a cultura espanhola, somos na maioria capitalistas, democráticos e cristãos tal qual os espanhóis.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  O mundo precisa de mais globalização e os povos estão caminhando para um “patriotismo insano” fora de época e lugar.

  Hoje em dia eu defendo que a imigração deve ser estimulada, mas altamente REGULAMENTADA pelos governos.
  Regulamentar não pode ser entendido como proibir ou dificultar ao máximo.
  Atualmente a vida de muita gente está na Rede, ainda mais para governos que devem dispor de ferramentas de busca e analise muito sofisticadas.
  O governo Inglês [por exemplo] não terá nenhuma dificuldade em investigar a vida de William e Família de cabo a rabo, sem muito custo ou perda de tempo.
  Pelo meu histórico e o de minha esposa nós não representamos nenhuma ameaça a cultura vigente dos Ingleses, somos até fãs daquele país.
  Se precisam de vendedores de loja naquele país ou lavadores de prato, e eu e minha esposa nos dispusermos a isto, de modo geral seria bom para nós e para a economia inglesa.
  Ficaríamos 1 ano sob observação, não havendo nada que nos desabone o visto de permanência seria concedido.
  Se a Inglaterra não precisa de engenheiros é justo que não aceite a imigração de engenheiros de outros países a não ser em situação excepcional, alguém muito talentoso.

  Cada nação deve aceitar imigração para seus país de acordo com suas necessidades e a compatibilidade de culturas deve ter um grande peso nisto.

  Você não aceita que qualquer um venha morar na sua casa porque quer fazer isto com o país?

  Eu defendo que a imigração ilegal deve ser duramente combatida por todos os povos.
  Ao mesmo tempo defendo que as embaixadas poderiam virar um pouco “agencia de empregos”, estimular a imigração para seus países de acordo com a necessidade e compatibilidade de interesses [cultura].
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬ DISCRIMINAR
1. Estabelecer diferenças. = destrinçar, diferençar, discernir, distinguir
2. Colocar algo ou alguém de parte. = separar
3. Tratar de modo desigual ou injusto, com base em preconceitos de alguma ordem, nomeadamente sexual, religioso, étnico, etc.
4. Afastar-se ou colocar-se à parte.
Confrontar: descriminar.

    “Louvam-se ou criticam-se muitas coisas porque está na moda louvá-las ou criticá-las.” [Rochefoucauld]

 Esta na moda criticar a “discriminação” de qualquer tipo, como eu não ligo para moda eu discriminaria a imigração “NÃO com base em preconceitos”, mas em análise de perfis, não é isso que acontece quando procuramos emprego?

  "Decifra-me ou te Devoro!"


Anterior          <>        Próximo