quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Mulheres Superiores

  A princípio vejo todas as mulheres como minhas iguais, mas se por algum motivo adquiro mais conhecimento sobre sua vida me considero igual, superior ou inferior a ela. [William Robson]

  O mesmo acontece com relação aos homens.

  É evidente que essa “superioridade ou inferioridade” é subjetiva, de acordo com “meus” critérios que não são os mesmos que os de outras pessoas.

  Essa superioridade/inferioridade eu analiso por campos específicos, tento não generalizar.
  A diretora do setor que eu trabalho está superior a eu profissionalmente, ganha mais, tem um cargo de maior poder e prestigio.
  Não conheço sua vida o suficiente para dizer se é superior à eu em outros campos.
  Seu casamento é melhor ou pior que o meu?
  Seu relacionamento com parentes e amigos é mais satisfatório?
  Sua saúde está melhor ou pior que a minha?
  O fato é que nessa questão todos os outros critérios possíveis e imagináveis não importam.
  Um superior hierárquico seu é ... um superior hierárquico seu.
  Deve ser respeitado como tal independente de sexo, raça, religião, ideologia.
  Uma atleta profissional de basquete está superior à eu fisicamente?
  Provavelmente sim.

  Mas isso foi só uma introdução para diminuirmos o preconceito sobre os termos “superioridade e inferioridade.”

  Diante de um bandido armado você está em uma situação de inferioridade.
  Se você não é muito bom nos estudos está em uma situação de inferioridade em relação ao melhor aluno da classe.
  Se você for perna de pau, está em uma situação de inferioridade em relação ao colega que joga muito bem futebol.
  Quando você está inferior tem que tentar melhorar ou se conformar ... sim, se conformar.

  Veja no caso do assalto.
  Para você se igualar ao bandido precisa estar armado e em boa situação de disparo.
  Para superar o bandido, havendo possibilidade, você deve tirar a arma dele.
  Se você não está armado, não tem condições de tirar a arma do bandido ... é melhor se conformar em ser assaltado e torcer para que não ocorra coisa pior.
  Esse é um exemplo muito trágico, veja outro mais simples.
  Seu colega joga melhor o game de corrida que você.
  Ele quase sempre ganha, fazer o que?
  Respeite a superioridade dele nesse jogo, não quer perder, não jogue.
  A vida são vários jogos se um colega tem mais habilidade para ganhar dinheiro que você, respeite ... isso nos conecta a segunda parte desse texto
 ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Demonstrei em um texto como Teocracia, Monarquia e Comunismo são muito parecidos.

  O sistema NOVO no mundo é o “Capitalismo Democrático” que tomou forma por volta de 1800.
  Portanto não entendo quando me chamam de “reacionário”.
  Teocracia, Monarquia e Comunismo tem em comum meios de produção na mão do Estado onde um homem ou uma oligarquia tem poderes absolutos sobre o cidadão “comum”.
  No mundo Capitalista Democrático os meios de produção estão nas mãos da iniciativa privada, nas mãos do cidadão comum; o Estado é um regulador e garantidor das atividades.

  Através do voto você decide quem ocupa o poder, pode até ser uma oligarquia como acontece em algumas regiões do Nordeste.
  Manter a oligarquia é uma opção não é uma obrigação, lembram do caso das mulheres submissas, a diferença entre ser obrigado e fazer uma opção?

  Observando a história da humanidade percebi algo interessante, “fascinante” como diria meu amigo Spock.
  No caso das Monarquias encontramos lideres máximo mulheres, poucas, mas existiram.
  Cleópatra, Rainha Vitoria, Rainha Elizabete, aqui no Brasil tivemos a Princesa Isabel.
  Nas teocracias não me lembro de nenhum líder máximo ser mulher, nenhuma ocupou o lugar do Papa, na história dos Judeus e Muçulmanos também não lembro de nenhuma líder máxima mulher [se alguém lembrar me avise].
  Nos países Comunista também não me lembro de nenhuma líder máxima mulher.
  Rússia, China, Cuba, Coréia do Norte, Alemanha Oriental, Polônia, Tchecoslováquia, Hungria, Bulgária, Romênia... nenhuma mulher chegou ao posto máximo. [“que eu me lembre”]

  Vejam a parte fascinante:
  Dilma lutou para implantar o Comunismo no Brasil, pelo histórico da humanidade, ela jamais chegaria a Presidência em um regime comunista.
  Ângela Merkel chegou ao comando do executivo na Alemanha Ocidental Capitalista, mas não chegaria na Alemanha Oriental Comunista.
  Diante do exposto:

  Se eu fosse mulher seria Capitalista/Democrática de carteirinha.

  No Capitalismo/Liberalismo estar superior ou inferior em determinado campo depende da capacidade individual de cada um e não se é homem ou mulher.

  Como mulher eu seria Livre Pensadora ou agnóstica. 
  Não seguiria nenhuma dessa religião que não pratica pregam a inferioridade generalizada da mulher.

  Vejam o meu caso, eu me considero inferior mentalmente a muitas mulheres como Margaret Thatcher, Ruth Cardoso, Meg Whitman, Marissa Mayer... e tantas outras.
  Já trabalhei e estudei com mulheres incríveis, mas não me considero inferior a todas as mulheres pelo simples fato de ser homem, não seguiria uma ideologia/religião que me dissesse isso.

   Minha esposa lê a Bíblia e tem suas crenças, mas não participa regularmente de nenhuma religião, é uma excelente profissional, se temos alguma estabilidade financeira e emocional ela é 50% responsável por isso.

  Todas essas mulheres que defendem o Comunismo ou são fanáticas religiosas as considero inferiores “filosoficamente”, não pelo fato de serem mulheres, mas pelo funcionamento estranho de suas mentes, como podem prestigiar algo que as trata como inferiores sendo que elas não se consideram assim!? É ilógico, não faz sentido.

  O Capitalismo, a Democracia, o Estado Laico, nos últimos 200 anos possibilitaram as mulheres uma situação de igualdade aos homens como nunca antes na história da humanidade.
  Mulheres “socialistas” [palavra que se tornou disfarce para comunistas] e seguidoras de religiões machistas me convenceram que são inferiores, não por serem mulheres, mas por ter pensamentos de baixa qualidade, mentes inferiores.

  Mulheres iguais a Dilma demonizam o Capitalismo que as tratam como iguais aos homens perante as leis e santificam o Comunismo que as colocam em segundo plano.
  Evangélicas demonizam o Livre Pensamento que as vê como iguais e santificam os livros sagrados que as colocam em segundo plano.
  Como eu posso respeitar intelectualmente alguém que não tem respeito por si mesmo?
  “Decifra-me ou te Devoro!”



  Dilma era da VAR-Palmares, lutou para implantar o Comunismo Soviético no Brasil. [Terapiada Lógica]

    Nunca chegaria ao poder se seu grupo tivesse sucesso.
    Mulheres no Comunismo chegam no máximo ao segundo escalão.
    Na pratica o Comunismo mantem as mulheres inferiores aos homens.

  “Comando de Libertação Nacional (COLINA) foi uma organização guerrilheira brasileira de esquerda cujo objetivo era instalação de um regime totalitário de inspiração soviética no país.
  Teve origem em 1967 no estado de Minas Gerais com alguns militares esquerdistas, cinco sargentos do exército: João Lucas Alves, Severino Viana Colon, Valdivo de Almeida, José Alves da Silva e Roil de Noronha Soares
  Promovia desde 1968, ações armadas para levantamento de recursos para guerrilha no campo.
   No Colina, havia a participação da atual presidente brasileira Dilma Rousseff.
  Em 1 de julho de 1968, João Lucas Alves, Severino Viana Colon e José Roberto Monteiro assassinaram a tiros um oficial no bairro da Gávea, o major do exército alemão Edward Ernest.
  Depois desse assassinato, como era de se esperar, passaram a ser literalmente caçados pela polícia da época.
  A partir de 1969, quando teve vários de seus militantes presos, o COLINA deu origem à VAR-Palmares...outro grupo guerrilheiro.” [Wikipédia]                              


Anterior          <>        Próximo 
Postar um comentário