domingo, 13 de maio de 2012

Caso Merah

  “Na sexta uma professora em sala de aula pediu 1 minuto de silêncio em homenagem ao terrorista vitimado.”  [Veja]     Clique Aqui
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
  Ficar com a consciência pesada devido a algo errado que fizemos é algo admirável no sentido filosófico.
  Você não queria errar, não queria provocar algum mal, mas acabou provocando, esta arrependido e se dispõe a corrigir seu erro, tentará não errar novamente e se teve alguma conseqüência grave acha justo uma punição.

  Um homem incapaz de sentir culpa quando faz algo errado é alguém para ficarmos profundamente preocupados, alguém capaz de praticar maldades sem limite.

  “Segundo informações de policiais, assim que o trabalhador parou sua moto, percebeu a chegada de dois homens armados, e gritou para que a namorada que se aproximava, voltasse e entrasse em sua casa. Após uma discussão, um dos bandidos efetuou um disparo na cabeça do rapaz e ele e seu comparsa fugiram levando a moto.” [RAC]


 Alguém que mata tão friamente uma pessoa seria justo ser morta também.

 Mas não vou falar nesse texto sobre essas pessoas com grande potencialidade para serem monstruosas, vou falar de pessoas opostas a elas que nunca saem de “moda” igual calça jeans.

  Assumir uma culpa que você não tem é algo muito maléfico para nossa sociedade.

  Vamos supor que eu mate um indivíduo e meu irmão por “amor” assuma o crime em meu lugar.
  Socialmente é terrível porque um homem bom vai para cadeia e um criminoso continua a solta.
  Como eu já falei da culpa que a religião nos “impõe”, “já nascemos com culpa” vou falar da culpa que esta “moda social” nos imputa.
  A palavra impõe esta inapropriada por que na pratica você não precisa aceitar estas culpas, mas como te enchem dessas teorias da culpa e você se recusa a meditar sobre elas, então aceita essa imposição.

  “Você aceita isso ou não irá para o Reino do Céu!”

  O terrorista Merah matou 7 pessoas para vingar a morte de crianças palestinas!! Clique Aqui
  Até onde as investigações chegam, nenhum dos que ele matou assassinou crianças palestinas ou participou de algum atentado terrorista naquela região, logo podemos dizer que ele matou inocentes.
  Eu não vejo o Ocidente invadindo a Palestina com tanques e soldados, se eles não conseguem se organizar como nação que culpa temos nós?

  O tempo e dinheiro que os palestinos desperdiçam tentando varrer Israel do mapa poderiam ser usados para cuidar melhor deles próprios.
  Poucos filhos, bem educados, bem tratados, melhorar a infra-estrutura, estimular a industria, comércio e turismo.

  Se houve injustiças no passado agora é hora de olharem para suas crianças, se o passado foi de guerra o futuro pode ser de muita paz, só depende deles.
  Israel teria muito a ganhar se a Palestina se transformasse um país como o Chile ou Uruguai, por exemplo, organizada democraticamente e com tensões sociais tratadas dentro de suas fronteiras.
  O povo do Canada se organiza com política e economia de boa qualidade, tem um Capitalismo eficiente enquanto o povo da Somália não consegue se organizar como nação melhorando a qualidade de vida deles próprios.
  Sinceramente por mais que eu me esforce não sei porque o cidadão canadense deve sentir alguma culpa pela pobreza na Somália.
 Quem me explica?
  To be continued...



anterior                                <>                                     próximo


                                                                            
Postar um comentário