terça-feira, 10 de abril de 2012

Sexo e Orgasmo

  “Uma mulher muito fogosa que case com um homem sem muita disposição terá uma enorme dificuldade em se manter fiel, conseguir se manter virgem foi bem mais fácil.”  [Terapia da Lógica Terra]
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
  Por estes dias foi postado no FACE uma mensagem cercada de vários sinais gráficos, ficou até legal, quando olhei a primeira coisa que veio a minha mente foi um "orgasmo em quadrinhos."
  Sabem nos gibis quando o personagem fala um palavrão e os caras desenham aqueles símbolos?
  O post tinha vários símbolos parecidos, mas era uma mensagem alegre, passava uma energia ótima.
  Por dizer que a mensagem parecia um orgasmo fui torpedeado de todos os lados, parecia que eu tinha escrito a coisa mais imoral do mundo, se eu "continuasse com aquele comportamento" seria excluído.

  Como boa parte das pessoas eu fui bombardeado na infância com opiniões de que o sexo é algo sujo, que deve ser evitado a todo custo, só permitido quando há amor e mesmo assim depois do casamento.
  Acontece que minha mente lógica não encontrava argumentos para sustentar estas opiniões e todos sabem da minha enorme dificuldade em relação a isto.
  Principalmente na adolescência eu tinha atração por qualquer garota, engraçado que pelas quais eu tinha maior sentimento até pensava menos em sexo, mas não vamos por esta brecha.

  Cheguei a dedução que sexo e amor podem estar juntos ou separados, um não depende exatamente do outro para acontecer.

  Percebi algo provocador, as pessoas quase sempre ficavam alegres transando, era bom transar, já com o amor a alegria era bem mais complicada.
  Religiosamente o que me provocava é porque Deus colocou tanto prazer no sexo?
  Porque ele não fez o desejo sexual nascer apenas do amor?
  Era assustador porque as religiões sugerem que o desejo sexual seja coisa do Diabo então minha mente entrava em espiral: Deus me fez mas o Diabo colocou o desejo sexual em mim!
  Afinal quem havia criado o homem, foi Deus, o Diabo, houve uma parceria?
  Bom, isto é uma fração mínima do que se passava na minha cabeça na adolescência com relação a sexo.
  Voltemos para o presente.
================================
  Passada a adolescência, depois de muita meditação, cheguei a argumentações bem estruturadas sobre sexo fazendo com que ele deixasse de ser algo problemático para mim.
  Quando temos inteligência e sabedoria suficiente sexo é só um prazer a mais que a vida nos oferece. Nem precisa ser aquela grande inteligência ou sabedoria, tudo é muito óbvio.
  Transar é gostoso então transamos, ter filhos é muito trabalhoso, exige muita responsabilidade então transamos, mas cuidamos inteligentemente e sabiamente para que o ato sexual não gere uma vida.
  O que vou falar é muito intimo, mas creio que minha esposa não ficará ofendida com isto.
  Chegaram a perguntar  no Face se minha esposa sabia o que era ter um orgasmo e posso garantir a todos que ela sabe muito bem o que é isto e ainda bem que não tem vergonha ou se ofende por sentir orgasmo, é algo natural e até desejável em nossa espécie, até descobri que ter vergonha de sentir orgasmo atrapalha muito que ele aconteça com grande intensidade.
  É algo mais ou menos assim: se você vai para cama cheia de culpa, acreditando que esta fazendo algo sujo  que não deveria estar fazendo é evidente que isto irá afetar o resultado final.
  Se imagine em um restaurante, você esta com fome e claro que comer é uma necessidade.
  Você esta em viagem em um lugar meio ermo e se não almoçar naquele restaurante ficará sem comer o resto do dia, oras, a comida esta cheirando bem, lhe parece muito boa, então junta a fome com a necessidade de comer e aquele momento se transforma em um grande PRAZER.
  Em outra situação você esta no mesmo restaurante, mas acha o lugar muito “sujo”, vê baratas no lugar, ratos correndo pela cozinha, a comida sendo manuseada com pouca higiene, enfim você precisa almoçar então almoça, mas o prazer não aparece, não tem como aparecer.

  Logo, necessidade de sexo na nossa fase procriativa todos temos, mas se achamos sexo e orgasmo algo sujo, um pecado, algo que nos diminui... a intensidade do prazer fica bastante comprometida.

  Quero dizer que a palavra “orgasmo” não tem nenhuma conotação negativa na minha mente e usando a dialética também digo que não é a melhor coisa do mundo, orgasmo é orgasmo, não é algo que eu idolatro, que não possa ficar sem, minha razão de viver...
  Já escrevi aqui que com o tempo [principalmente passada a fase procriativa] o desejo sexual tende a dar uma baixada na grande maioria das pessoas e acho ótimo que seja assim.
  Não consigo me imaginar com aquele desejo de adolescente e tendo que manter uma relação de fidelidade conjugal.
  Eu acredito que para minha esposa agora com marido e duas filhas ter aquele fogo sexual da adolescência seria muito complicado.
  Eu já conheci colegas idosos que se comportam como se tivessem 18 anos babando pelas jovens dessa idade, os pobres quase não tem nenhuma chance de atingir seus objetivos a não ser procurando por prostitutas.
  Os que tem algum dinheiro para gastar até conseguem alguma coisa, mas não podem ser pão duros.
  [Por favor não estou dizendo que é sempre assim, pessoas com diferença de idade podem viver uma grande historia de amor lembrem-se sempre, A VIDA NÃO EXATA]
  Para o texto não se alongar muito quero dizer que sexo é uma coisa natural em nossa espécie.
  Orgasmo é tão bom quando comer uma comida gostosa, comprar alguma coisa que estávamos muito a fim, ver um amigo que estávamos com saudades...
  Enfim é um prazer porque supera a necessidade.
  O ato sexual poderia ser uma coisa mecânica apenas para termos filhos, mas se a Natureza ou Deus resolveu nos dar este algo a mais... sei lá... consigo conviver civilizadamente com isto.
  Hã? E se foi obra do Diabo?
  O que eu posso dizer... valeu Diabo!
  Sinto muito por todos que ofendo falando de orgasmo ou admitindo que o Diabo [se é ele o responsável pelo orgasmo] nos deu algo bom.
  São os ARGUMENTOS um Livre Pensador tem que conseguir fundamentar suas opiniões em argumentos se isto não for possível é necessário mudar de opinião, ir atrás de uma resposta mais satisfatória.
  Meditando sobre sexo, tenho bons argumentos, respostas muito satisfatórias, logo o sexo sempre foi satisfatório e orgasmo algo agradável, nunca me senti culpado por ter ou proporcionar.
  Eu me sentiria muito mal se por conta do prazer trouxesse uma vida irresponsavelmente e não cuidasse dela, isto felizmente nunca aconteceu.
  Minhas filhas foram planejadas, desejadas e podem ter certeza que nasceram de orgasmos intensos meu e da minha esposa.




anterior                                           <>                                                próximo
                                                                         

Postar um comentário