sexta-feira, 6 de abril de 2012

LÁPIDE

  “Sempre tive o hábito de olhar o céu, que acho fascinante. Não acredito que estejamos sozinhos no universo. Não é possível.” [Selma/GD Religião]
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
  Possível é. Podemos ser uma singularidade ao acaso ou [para religiosos] podemos ser uma obra única de Deus.

  Um dia escrevi um texto falando sobre estas “percepções individuais”, como se uma missão nos escolhesse, ou algo escolhe uma missão para gente. Diferente do que pensamos que nós escolhemos uma missão ou que ela surja geneticamente ao acaso.
  Tem pessoas que conseguem ver OVNIS com uma certa frequência alem da probabilidade [uma subversão da lógica] como se fosse “permitido” apenas que algumas pessoas os vissem.
  Eu nunca vi, acredito que aconteça justamente devido a inúmeros relatos de pessoas que eu considero bem sérias. EU ESCUTO AS PESSOAS.
  Da minha parte textos literalmente gritam para sair a todo momento, é como se dezenas de “vozes”, “energias”, “amigos”...sei lá o quê, dançassem forró na minha mente... HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH.[a sensação não é muito boa, por isto o forró]
  São ângulos que parece que só eu consigo enxergar, eu falo, escrevo e ninguém acredita ou concorda... “pensamentos flutuantes não identificados.”
  Não me acho louco então não sei o que dizer.
=============================
  Conheci uma mulher certa vez que dizia ver mortos a todo momento, me contou de como foi difícil sua infância, até os 25 anos tratamento encima de tratamento.
  Em 2002/2003 mais ou menos ela estava com 30 anos, estava bem, parou de tomar remédios e aceitou ficar vendo mortos a todo momento, já não se assustava mais nem buscava um tratamento, simplesmente convivia com isto. É ridicularizada por muitos e outros a levam bem a sério, eu a escutei e não tenho como dizer que ela era louca ou que não estava vendo o que dizia que estava vendo.
  Então Selma, até onde te conheço não posso dizer que esta louca ou que não viu o que disse que viu.
  Acredito que parte de sua missão é dar estes depoimentos assim como a minha é continuar escrevendo textos e da minha colega continuar dizendo que vê mortos...
  O invisível salta aos olhos de todos, mas alguns se recusam ou não “conseguem” enxergar, como podemos garantir que esta não é a missão imposta a eles?
“Decifra-me ou te Devoro!”
°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°
  “Mas uma coisa é certa: quanto menos apegada ela for aos entes queridos e aos bens que deixou neste mundo, melhor reagirá. Agora, se for alguém de personalidade dramática, por exemplo, irá exagerar a situação, não aceitando com naturalidade o processo. Daí tornar-se problemático evocar espíritos de entes queridos.” [Zibia Gaspareto]

  Eu não gosto de sair de casa, não me lembro a ultima vez que fui a casa de um amigo ou colega depois da adolescência.
  Minha visita a parentes também é bem rara acontecem meio por acaso.
  O que eu vou dizer será difícil de entender para quem acompanha pouco este Blog.
  Eu não gosto de sair de casa, não sinto muita saudade das pessoas, me basta saber que elas estão bem, ao mesmo tempo não gosto de estar longe delas mentalmente ou espiritualmente [como preferirem].
  Um exemplo: eu não sinto vontade de ir agora a casa de meu irmão, não tenho esta necessidade física de estar em sua presença, me basta saber que ele, sua esposa e seus filhos estão bem.
  Sei, sei eu “deveria” sentir esta necessidade física, talvez meus irmãos a sintam, mas já disse que não escolhemos o que sentir, simplesmente sentimos.
  No escuro do meu quarto flutuando por este plano de pensamento cheguei a conclusão que eu sairia mais de casa para visitar meus familiares se não fosse a Internet.
  Porque a presença física de meu irmão não é tão importante, mas estarmos ligados mentalmente é.
   A Internet possibilita isto de uma maneira fantástica substituindo com eficiência a presença física. 
  Todos parentes, amigos, podem a qualquer momento acessarem o Blog e “se ligarem” ao meu pensamento principal do dia e interagirem com ele de acordo com suas personalidades, uma intensa ligação mental sem hora para acontecer.
  Sei que as pessoas valorizam mais o contato carnal, presencial, mas eu confesso que estou satisfeito com esta minha característica de me ligar a mente das pessoas, não me apegar tanto a “materialidade” e colocar em primeiro plano a “espiritualidade”.
  Fico alegre de ter nascido nesta época onde existe esta Internet que me possibilita estar ligado espiritualmente as pessoas, mesmo estando fisicamente distante.
  Não sei o quanto meus irmãos e demais parentes acessam este Blog, não sei o quanto amigos e colegas acessam este Blog, mas é ótimo estar aqui sempre a disposição deles “espiritualmente”.
  Meus textos estão gravados em um pendrive e também um HD externo alem do computador e do Blog, aqui nos meus textos esta a essência de meu espirito e mesmo quando eu não estiver mais neste corpo biológico poderei fazer parte da vida de minhas filhas, esposa e todos que tive algum contato sempre que precisarem ou desejarem.
  Imagine que neste momento eu já esteja morto assim este texto alcançará um significado alem da materialidade, você visitará “meu mundo”.
  Se a Zibia estiver certa, ter algum contato comigo não será possível, pois o que passou... passou. Dei o melhor de mim, deixei o que podia ser deixado. 
  Não tenho uma personalidade dramática, então apenas relaxarei e suportarei o “processo” da mesma forma que suporto a vida, vivendo cada dia.
  Se a Zibia não estiver certa então eu retornarei ao pó.
  De qualquer forma deixo gravado em textos o melhor e o pior de minha mente para que faça companhia aos meus irmãos e amigos, esposa e filhas sempre que precisarem de uma ligação mental ou espiritual.
  Sei que a maioria tem necessidade da materialidade, da ligação física, por favor não exijam isto de mim, não sou capaz de satisfaze-los, eu não estou ficando melhor com o tempo apenas envelheço.
  Para eu basta saber que todos estão bem, estar presente na vida das pessoas espiritualmente, isto é o melhor de mim, isto é o melhor que posso deixar...
 Desejo uma vida Longa e próspera a todos!  
 “Façam a festa enquanto eu me retiro...”




anterior                                           <>                                                próximo