quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Presença Fisica

    “A discussão, da forma como habitualmente é gerida, é o pior desporto da conversa, tal como nos livros é geralmente o pior tipo de leitura.” [Jonathan Swift]
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
  Tem algumas coisas que faço por prazer, outras por necessidade e outras porque apresentam bons resultados.
  No passado ia a casa de minha mãe, lá encontrava alguém da família e nos estendíamos em longos debates.
  Com colegas de escola, trabalho ou igreja era a mesma coisa, a filosofia entrava na conversa e o tempo ficava curto.
  Eu gostava, até perceber que o RESULTADO era nenhum. 
  Depois de minutos ou horas de conversa nada ficava na mente das pessoas.
  Na hora seguinte ao debate ou no máximo no dia seguinte, mesmo elas aceitando o que eu havia dito não mudavam uma virgula de seus procedimentos, suas ações.
  Necessidade de passar a tarde conversando eu não tenho, nem sou uma pessoa que gosta de falar muito, prefiro o silêncio. 
  Sem resultado nenhum também não tenho prazer em debater.
  Entre ficar 3 horas jogando conversa fora e dormir, ler ou assistir um filme prefiro as outras opções.
=============================
  Muitos colegas e membros de minha família querem esta minha presença física, querem expor suas idéias “olhando olhos nos olhos”, acham que eu fujo deste tipo de enfrentamento.
  Em verdade voz digo que sou tão bom no debate presencial quanto no virtual e todos que já debateram comigo presencialmente sabem disso o que me desanima é a falta de RESULTADO.
  No Blog posso me comunicar ao mesmo tempo com muitas pessoas então fica muito mais eficiente. Falando com muito mais pessoas sempre há a possibilidade que alguém absorva alguma coisa.
  E qual resultado eu tenho? [Alguém deve estar se perguntando]
  Ora, ficam os textos.
  O que saberíamos de grandes personagens do passado se não fossem os textos?
  Sócrates e Jesus por exemplo nunca escreveram nada. Se outros não escrevessem sobre eles nem conheceríamos suas passagens por este planeta.
  As palavras ditas o vento leva, mas as palavras escritas se quisermos ignora-las temos que destruí las. 
  O que eu escrevi no mês passado não tenho como apagar, diferente de uma conversa onde freqüentemente fica o “dito pelo não dito.”
  Então senhoras e senhores eu não fujo do debate presencial eu fujo da falta de resultados, prefiro o debate escrito ou é melhor ir dormir…
  Já pensou se eu tivesse que ter esta conversa com as inúmeras pessoas que já passaram pela minha vida?
  Se a tecnologia me permite o grande conforto do e-mail, do blog e me oferece a possibilidade de melhores resultados, qual LÓGICA haveria em continuar meus procedimentos do passado?

  Eu ficaria como as outras pessoas que sentem prazer em jogar conversa fora, nada contra, só que este é um prazer delas NÃO MEU.

  Sinto muito senhoras e senhores, eu tenho esta necessidade de algum resultado.
  A Filosofia para eu só faz sentido se puder acrescentar algum conhecimento, permitir uma troca de experiências, trazer algo que torne minha vida mais eficiente, que torne a vida do outro mais eficiente.
   A mudança não tem “obrigação” de acontecer, mas ela tem que ao menos ser “possível”.



anterior                       <>                                próximo