terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Sexo Vegetariano

  "Porque eu sou vegetariano?
  Porque não aceito a morte de nenhum animal para minha sobrevivência."  
[Post no Facebook]

  Porque não sou vegetariano?
  Biblicamente porque até Deus ACEITAVA sacrifício de animais como ovelhas. 

  O homem come carne desde o tempo das cavernas, como observamos em desenhos deixados por nossos antepassados.
  Isto sugere que carne faz parte da nossa alimentação, fomos feitos para comer carne "também".
  Um leão que comesse só vegetais fatalmente deixaria de ser leão com suas características e habilidades e geneticamente com o passar das gerações esta espécie desapareceria tal qual a conhecemos.


  
  Deixar de comer carne é ir contra o desígnio de Deus para os religiosos, e ir contra nossa constituição genética para os não religiosos.

Podemos dizer que é ilógico, não faz sentido.

  Eu ainda não encontrei um humano que não gostasse do sabor da carne, o indivíduo não come por questões ideológicas.
  Interessante que também ainda não encontrei quem não goste de batatas ou bananas...seria uma pesquisa interessante.



  Já ouvi falar de homens que fizeram um furo na melancia e praticaram sexo com ela, e mulheres que se deliciaram com um grosso pepino, um sexo vegetariano. 
😆

  Mas para fins de procriação "comer uma mulher" seria mais indicado [detesto esta expressão, foi só para aproveitar o trocadilho], se deliciar com uma carne quente e latejante deve ser mais interessante que o frio pepino.
  Se alimentar de vegetais é recomendável, indispensável, mas comer carne também é recomendável e indispensável para uma alimentação mais equilibrada e compatível com nossa constituição orgânica.
  Eu acredito que com a descoberta do fogo e o cozimento assim como técnicas de conservação permitiram que o consumo de carne pelos Sapiens aumentasse bastante, muito da nossa inteligência devemos ao consumo de carne, proteína fácil de ser conseguida e de boa qualidade, mas fica para um outro dia, no mês de Janeiro até meados de Fevereiro o Blog ficará em banho maria...


 
Comer carne ou qualquer outra coisa sem exageros é lógico, tratar animais com maior respeito a vida evitando sofrimento desnecessário e até garantindo algum conforto é inteligente, muito civilizado.

  
  Radicalmente cortar carne de nossa alimentação por motivos ideológicos...acredito que meu amigo Sócrates diria: Para sermos livres pensadores não devemos ser radicais.

  Se alguém não gosta do sabor da carne é aceitável que não coma, mas se gosta e não come por ideologia esta preso a um dogma pouco eficiente que só trará resultados insatisfatórios.


  Seria mais eficiente lutar pela melhoria nas condições de abate e consumo com moderação.






anterior                       <>                                próximo

Postar um comentário