sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Delegacia da Mulher

 "Eu questiono até a lei Maria da Penha, as mulheres nem ao menos são minoria ou sua condição causa alguma debilidade mental ou física".
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
  Eu não entendo porque mantemos delegacias especializadas para o atendimento as mulheres.
  O único crime que elas estão mais sujeitas que o homem é o de estupro, não vejo porque criar toda uma estrutura física para tratar exclusivamente de estupros.
  Este poderia ser um departamento dentro das delegacias gerais já existentes.
  Eu até digo as pessoas que esta cada vez mais difícil ser um cidadão hetero e honesto, não sei porque homens heteros estão desenvolvendo este complexo de culpa com relação ao restante dos indivíduos como se fossemos a escoria da sociedade ou devêssemos "historicamente" algo a eles [supostas minorias], vamos para este plano de pensamento.


1) A mulher é o sexo frágil?
  Hoje tudo é apertar botão, uma mulher consegue dirigir uma poderosa carreta sem muito esforço.
  Qualquer garota com 10 anos se ensinada consegue atirar com um revolver.


2) A mulher é burra? Menos inteligente que o homem?
  O homem estatisticamente parece ter uma mente mais matemática, mais cientifica, mas a inteligência é bem mais abrangente que isso, não se limita a capacidade de fazer cálculos, para isto temos poderosos computadores.


3) A mulher tem debilidade física?
  Em programas como "No Limite" fica claro que o corpo da mulher em muitas coisas é até mais resistente que do homem.

==========================
  Tá, todo mundo deve estar pensando na violência doméstica.
  Já conversei com muita gente, não encontrei nenhuma mulher que sofresse violência no casamento que já não sofresse violência no namoro a não ser no caso daqueles casais que se casaram em menos de 4 meses como se o mundo fosse acabar a semana que vem e neste caso não dá para dizer que a mulher não foi conivente com a falta de juízo do homem.
  Como diria Nelson Rodrigues, muitas mulheres gostam de apanhar, não se trata de debilidade física ou mental, é um prazer para elas.["não escolhemos o que sentir"]


  Elas se apaixonam por caras que gostam de bater, não entendo porque a sociedade deve manter delegacias para atender prazeres particulares!!!


  Como no caso dos drogados que ás vezes percebem que o vicio esta sendo altamente destrutivo, chega uma hora que o prazer não esta compensando a dor, a violência fica alem do que a mulher esta disposta a suportar e ela quer dar um basta...tudo bem!
  A agressão física é prevista em nosso código penal e protege preto, branco, índio, gay, idoso, estrangeiro e vocês podem não acreditar, mas protegem mulheres também.


  Eu entendo que as mulheres são maioria, pagam impostos e puxam a sardinha para seu lado querendo benefícios especiais como delegacias exclusivas.

  
  Por isso este texto não é direcionado ao homem ou a mulher, mas a você SOCIEDADE com indivíduos de ambos os sexos, de todas religiões e bandeiras ideológicas.
  Há homens masoquistas, mas eles são uma parcela menor da população de homens, o mesmo acontece com as mulheres, poucas gostam ou admitem ser espancadas.
  Logo, a maior parte da sociedade não é MASOQUISTA.
  Nós cidadãos mantemos com o dinheiro dos impostos uma estrutura policial para atender apenas mulheres masoquistas, nem o cidadão homem masoquista é atendido, é uma aberração lógica.
  Se a mulher se sente melhor sendo atendida por mulheres...tudo bem!
  Podemos manter ao menos uma delegada em cada delegacia, mas gastarmos dinheiro com uma estrutura física exclusiva para masoquistas mulheres é uma agressão ao bom senso.


     Época: Você considera a sociedade brasileira hoje machista?

  Letícia Lima : "Com certeza. Mas a diferença hoje é que o espaço para qualquer mulher existe de verdade. E, infelizmente, criticar o machismo da sociedade ainda parece ser a melhor desculpa para várias delas."

* O vídeo foi tirado do ar, mas a entrevista ilustra bem este texto. Certas coisas são proibidas de ser ditas por irem contra a unanimidade Freudiana, lamentável...






anterior                       <>                                próximo
Postar um comentário