domingo, 29 de janeiro de 2012

Arte Suja

  “Tem verba federal para cultura afro, para a música sertaneja e até para o Funk. Por que não para a música gospel? — disse Marco Feliciano.   [O Globo]
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
  Os prazeres são muitos e por conseqüência os gostos são variados.
  Há pessoas que curtem colecionar miniaturas e outras que gostam de escalar grandes montanhas.

  Eu não entendo pagar pelo prazer de outra pessoa se isto não me trouxer prazer também a não ser que seja uma pessoa da família ou colega próximo muito querido.

  Tipo, um colega pede que você lhe pague um salgado e você mesmo o chamando de folgado paga porque sua companhia é agradável, vale ao menos um salgado...HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!
  Ou um carente lhe pede algo que comer e você em solidariedade lhe ajuda, afinal esta faltando para ele e para você uns trocados não irão fazer grande diferença.
  O cidadão tem prazer em lutar o “Vale Tudo” e por sorte dele muitos indivíduos gostam de vê-lo lutando, oras, juntou a fome com a vontade de comer.
  O cidadão vai vivenciar o seu prazer enfrentando grandes lutadores e até pode ficar rico fazendo isto e proporcionando prazer ao publico que pagará para assisti-lo.

  Fica complicado quando o Governo me obriga a pagar pelo prazer de outro indivíduo.
  Se ele deu azar e seu prazer não é VENDÁVEL o que eu tenho a ver com isto?

  Um de meus prazeres é escrever e o que escrevo não é vendável, azar o meu, porque o restante da sociedade tem que pagar ou subsidiar meu prazer?
  As pessoas que produzem musica gospel, samba, hip hop acreditam que estão fazendo um grande favor para mim!!!
  Oras, se eu gosto da musica eu pago para ouvir, pago para ir aos shows, se eu não acho tão bom a ponto de aceitar pagar porque o Estado quer me obrigar a fazer isto? Com que direito?
  Se você gosta de alguma coisa e ela não é vendável FAÇA POR PRAZER ou deixe de fazer, não me venha com esta historinha de que sua “arte” não deve morrer ou precisa de auxilio.
  Porque tudo pode ser considerado “arte” desta maneira tão abrangente como a sociedade Freudiana aborda o assunto, vamos a um exemplo sexual, todos gostam de exemplos sexuais, ficam meio chateados quando eu uso carros...HAHAHAHAHAHAHAHAHAH! [seus pervertidos]
============================
  Uma das profissões mais antigas do mundo é a prostituição então por sua antigüidade podemos chamar de arte, saber fazer um sexo gostoso é uma arte.
  Você mulher quer unir o útero ao agradável e ganhar um dinheirinho com isto, mas você nasceu um tribufuzinho...HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH!
  Nenhum companheiro homem quer pagar pela sua "produção artística", mas acontece que você gosta muito da sua arte, nasceu com fogo na bacurinha, então vem o Estado e através de uma “lei da cultura” obriga o companheiro homem a te dar assistência e ainda toda sociedade paga através de impostos pela sua arte!!!!!! Que cara...de pau!
  Sei que a vida não é justa, mas bota injusta nisto.
  Jesus disse: “Daí a Cezar o que é de Cezar.”
  Agora esta turma da musica Gospel querem que Cezar as subsidie, acontece que Cezar não tem dinheiro o dinheiro é do povo pagador de impostos.
  Eu não tenho nada contra a musica gospel, até gosto de algumas, minha família é grande consumidora deste produto.
  No meu caso eu não gosto tanto a ponto de querer me obrigar a pagar mesmo que eu não goste da faixa, mas tenho que pagar simplesmente por ela ser gospel, hip hop ou samba.
  No caso da musica gospel fica ainda mais estranho porque eles dizem que pedindo a Deus com Fé tudo ele lhes concede.
  Caraca a Fé deles não é o bastante então querem mamar nos cofres públicos!?
  Dá até saudades daqueles idiotas que não queriam “sujar” sua arte com dinheiro, pelo menos eram inofensivos.
    É irônico isso.
  Eu sou obrigado a ser idiota e pagar pelo que não gosto é como se a arte sujasse meu dinheiro...
Agora a conta vai ficar com a Sociedade!!!



anterior                       <>                                próximo