sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Ajustando Pensamento

 "Sofrimento é melhor que nada." [House]
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
  Poucas pessoas chegam a conhecer o que é uma apatia total [depressão de fato]. 
  Eu já estive por estas bandas do Abismo e muito próximo a esta sensação e vou te dizer, é cabuloso.
  Você não quer deixar de viver, não chega a querer morrer, mas se a morte acontecesse seria um grande alivio.
  Eu confesso que já fui muito alem da sensação, já tive realmente muita vontade de morrer, mas não vou falar novamente sobre isto para o texto não se afastar da frase de House.
  Mentalmente é uma estrutura de pensamento que eu não recomendo que ninguém visite, o caminho pode ser sem volta.
  Não entrarei em detalhes desta situação porque pode causar mal a muitas mentes.


  A gente não quer absolutamente mais nada a não ser que seja um vidro de remédio para dormir para sempre, não acordar mais, nunca mais.


  Muitas mentes felizmente chegam apenas ao estado de extrema tristeza, uma grande vontade de chorar a todo momento, você se importa com alguém que foi e não vai mais voltar, se importa com a perda do amor de alguém, você se importa com um grande fracasso profissional, você se "importa".


==========================
  A apatia total é um estado que você já não se importa com mais nada. 
  Se um carro te reduzisse a carne moída esfarelada no asfalto seria algo maravilhoso. Só de pensar no pneu passando por cima de sua cabeça e triturando qualquer pensamento dá vontade de se atirar logo na frente de um grande ônibus, acabar com tudo, porque nada mais importa.
  Lembrei agora de quando estipulei uma data para fechar um restaurante que eu tinha, de fevereiro de 2007 não passaria, para quitar as dividas [rescisões trabalhistas] eu provavelmente teria que me desfazer de muitas coisas, mas eu já não me importava com mais nada. Eu faria quase qualquer coisa para não continuar naquela situação de muito trabalho, muitos problemas, muitos compromissos e pouco retorno financeiro.
  Não posso dizer que fiquei totalmente apático porque me importava muito com minha esposa e filhas.
  Nesta época eu começava a trabalhar ás 8 horas da manhã e ia até as 22 horas, se conseguisse baixar as portas, sempre tinha alguns clientes que queriam esticar a noite.
  Foi difícil arranjar um tempo, mas consegui ir a uma apresentação da escolinha de minhas filhas, uma estava com 3 anos e a outra com 5, foi magico ver meus anjinhos dançando, não consegui me controlar, meus olhos ficaram cheios de lágrimas.
  Sei lá! 
  O cara trabalhando feito louco para conseguir dinheiro não era eu, não era minha essência, aquele cara ali emocionado ao ver suas filhas dançando era EU.
  Direcionei meus pensamentos para uma vida mais tranqüila com minha família, nem que tivesse que ganhar salário mínimo, só queria um trabalho simples com pouca responsabilidade, que não me tomasse mais que 8 horas diárias.

 
Eu estava sofrendo muito, demais da conta, mas o sofrimento é melhor que não sentir nada ficar totalmente apático, eu já estive lá sei como é.

  Muitas pessoas cultuam o sofrimento, acreditam que ele purifica suas almas, as transforma em pessoas melhores.

  Eu não cultuo o sofrimento, me importo em viver com paz e prosperidade.
  Definitivamente o sofrimento não me tornou uma pessoa melhor, se tudo dependesse só de mim, optaria por não sofrer e me sentiria uma pessoa tão boa quanto qualquer outra.
  Mas acreditem, a pior situação de uma alma é já não se importar com mais nada.
  Até o sofrimento é melhor que nada, muitos são masoquista e até tem prazer nesta situação em outros como eu traz o desejo de alguma forma parar de sofrer, nos faz desejar alguma coisa, buscar algum alivio, porque quando não desejamos mais nada o único alivio é a morte...



anterior                       <>                                próximo



Postar um comentário