sábado, 26 de novembro de 2011

Abre a Rodinha

   "A descentralização saiu de moda no Brasil. Historicamente, a ela sempre tenderam a resistir os parlamentares federais, pois a centralização lhes permite atuar como facilitadores da liberação de recursos para programas que são do interesse da população."   [Serra]
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
  O Serra sempre olha para a população e vê cidadãos indefesos tiranizados pelos políticos demoníacos e Serra será nosso salvador.
  Serra não entende que todo político que esta em Brasília chegou pelo voto então para mudar o povo que esta lá, tem que mudar a mentalidade do povo que esta cá.
  Com esta linguagem rebuscada e tecnicista o povo que vota não entende nada, mas claro que entende quando o político chega com mais verbas para o município e asfalta uma rua, por exemplo.
  O povo é sem vergonha também, pois sabe que esta se vendendo por uma rua asfaltada a qual ele naturalmente já teria direito e pagando o preço justo, mas não estou com saco para falar de política, vamos para um pensamento paralelo que tem tudo a ver:


 "Existe o folgado porque existe o otário que lhe dá folga".


========================
  Vira e mexe estão me oferecendo dinheiro, é sim, verdade mesmo.
  Quando não é dinheiro é automóveis ou imóveis com prestações bem pequenas.
  "Empreste 10 mil pague em até 24 vezes!" "Dinheiro na hora é só falar com nossos gerentes!"
  Se eu pensasse apenas nos 10 mil seria uma coisa bem legal, falaria, olha que Banco maravilhoso eu sou cliente.
  Acontece que eles me emprestam 10 mil e eu pago 20 mil, se eu tiver alguma dificuldade e atrasar parcelas chega fácil nos 30 mil.
  Oras, sabendo disto eu seria muito sem vergonha se aceitasse a oferta do Banco a não ser que fosse uma situação de muita emergência.
  Sabem, ao contrario de muitas pessoas, acho muito bacana aquele Banco que analisa o tomador de empréstimo e se percebe que a operação é muito arriscada nega o crédito.
  Aqui no Brasil, ainda mais na compra de veículos, vejo Bancos emprestando dinheiro para gente que claramente não tem condição histórica e financeira de pagar.
  Uns 4 anos atrás o encarregado de uma empresa que eu trabalhava chegou com um Palio semi novo, pensei o cara tá podendo.
  Fiquei surpreso quando alguns dias depois ele recebeu uma proposta de renegociação de divida do Itaú de cerca de 20 mil reais.
  Incrível não é mesmo!
  O cara estava endividado em um Banco, devendo pensão para ex-esposa e conseguiu o financiamento de outro carro!!!!
  Não preciso nem dizer que o cidadão enquanto tiver saúde irá se matando de trabalhar e conseguindo manter as aparências, mas na realidade esta endividado até a próxima geração...
  Eu sei como funciona a engrenagem, depois escrevo um texto, resumindo bem:
  O cara da loja que vendeu o carro pega o dinheiro a vista do Banco.
  Ele vendeu o carro e acertou o financiamento daí em diante o cliente passa a ser problema do Banco.
  Do lado do Banco ele já cobra juros exorbitantes de quem paga direito para compensar os clientes problemas, "o inocente pagando pelo pecador".
  Se o cliente problema pagar até certa parte do financiamento [eles geralmente pagam direitinho no começo] o Banco não tem prejuízo, tem até lucro, pois não devolve o dinheiro pago, toma o carro e revende.
  É patetão que contrai financiamento pagando juros altos, nesta ciranda financeira a rodinha que leva ferro e á sua...HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!
  O vendedor ganhou a comissão e o Banco fez uma aposta com excelente chance de lucro, podemos dizer que quase não dá para perder.


  Para você que paga as contas em dia: se sua situação de bom pagador lhe parece um tanto ingrata saiba que tem quem fique pior, geralmente estas pessoas que dão o passo maior que as pernas são as que mais se ferram, vivem seu momento de festa do carro novo e uma vida de fracassos.
 Chega uma hora que as financeiras percebem que emprestar dinheiro para alguns cidadãos é assumir um risco além do aceitável, ele já não consegue financiamento em parte alguma, até aquele parente de bom coração quer que o cara exploda.
  O "patetão" acaba andando de ônibus, sem casa própria e com uma divida quilométrica.
  Tá com dózinha?
  Empresta dinheiro para ele...HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!


==============================
  Ser patetão é uma opção que você pode fazer a qualquer momento e muitos fazem tantas vezes que nem percebem, já virou habito.
  Dá dinheiro fácil para os Bancos ou ajuda pessoas sem disciplina financeira a ficarem ainda mais indisciplinadas, vota em políticos que cobram por coisas que já são suas por direito...
  Abre a rodinha meu amor... o ferro é certo!





anterior                       <>                                próximo
Postar um comentário